Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sábado, Dia 20 de Junho de 2020 as 21:46:59



O MERCADO, 19.06: IBOVESPA sobe 0,47% a 96.572 pts, DÓLAR cai a R$ 5,317



Diário do Mercado na 6ª feira, 19.06.2020
 
Ibovespa resiste em alta, apesar da virada de humor externo
 
Comentário. 
 
O índice doméstico, em dia de agenda global esvaziada, seguiu as movimentações do índice S&P500, mas com deslocamento superior e findou positivo, sendo influenciado basicamente por dois fatores no pregão.
 
Internamente, se sobressaiu a continuidade da percepção dos agentes que haverá prosseguimento em cortes da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, podendo até os juros reais se tornarem negativos no curto prazo, visto que as projeções de inflação se mantém baixas e sob controle.
 
Esta visão favorece a migração de recursos dos investidores da renda fixa para a renda variável. Já externamente, nos EUA, o dia começou com otimismo, dada a declaração da China que deseja comprar mais produtos agrícolas norte-americanos.
 
Todavia, as bolsas de Nova York perderam forças no início da tarde, após declaração do secretário do de Estado norte-americano, Mike Pompeo, responsabilizando a china pelo coronavírus e sua disseminação – atitude considerada hostil pelo mercado.
 
Também, os investidores ficaram um pouco mais temerosos em relação a uma possível segunda onda da patologia em território americano, depois que a “gigante” Apple anunciou o fechamento de onze lojas em quatro estados onde a doença teve reincidência.
 
Enfim, os índices S&P500 e Dow Jones caíram, mas o índice de tecnologia Nasdaq encerrou de lado. Os preços futuros para agosto dos barris de petróleo encerraram assim cotados: o tipo Brent em US$ 42,19 (+1,64%) e o tipo WTI em US$ 39,83 (2,00%).
 
O dólar comercial operou a maior parte do dia em baixa, perdendo mais força na parte da tarde, fechando cotado a R$ 5,3170 (-0,99%). Os juros futuros praticamente recuaram como um todo, com destaque de baixa para os vencimentos intermediários.
 
Ibovespa.
 
O índice principiou em alta e passou a manhã rondando próximo a uma alta de 1,00%. Entretanto, depois da primeira hora da tarde, perdeu o ímpeto com o recuo do S&P500, passando a oscilar ao redor da estabilidade, mas com viés positivo na hora final. As ações da Vale e da Petrobras encerraram em baixa.
 
O Ibovespa fechou aos 96.572 pts (+0,47%), acumulando +4,07% na semana, +10,49% no mês, -16,49% ano e -3,72% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 38,9 bilhões, sendo R$ 35,6 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 17 de junho, a Bovespa mostrou ingresso de RF$ 858,375 milhões, acumulando R$ 2,936 bilhões no mês. Em 2020, o saldo negativo está em -R$ 73,911 bilhões (acima a saída líquida anual recorde de -R$ 44,517 bilhões em 2019).
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar esteve oscilante em baixa a maior parte da manhã, mas chegou a ter momentos de pequenas elevações. Na parte da tarde, perdeu forças rapidamente, em dia de realizações das recentes altas.
 
A moeda fechou a R$ 5,3170 (-0,99%), acumulando +5,45% na semana, -0,39% no mês, +32,53% no ano e +38,10% em 12 meses.
 
Risco-País
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) passou a 263 pts ante 265 pts da véspera.
 
Juros.
 
Os juros futuros cederam praticamente em todos os vértices, se sobressaindo as firmes quedas dos contratos intermediários, apoiadas na percepção dos agentes da continuidade de reduções da Taxa Selic pelo Banco Central - com expectativas de mercado que o juro real poderá até ficar negativo e com a visão de juros nominais baixos por um período prolongado.
 
Assim fecharam as taxas em relação a ontem:
 
DI julho/2020 em 2,15%;
DI outubro/2020 em 2,07% de 2,08%;
DI janeiro/2021 em 2,02% de 2,05%;
DI janeiro/2022 em 3,01% de 3,10%;
DI janeiro/2023 em 4,14% de 4,24%;
DI janeiro/2025 em 5,82% de 5,86%;
DI janeiro/2027 em 6,80% de 6,82%.
 
Agenda.  vide página 3 do relatório anexo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado nesta 6ª feira, 19.06.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, analista senior do integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 14.07: IBOVESPA se recupera e segue NY 14/07/2020
O MERCADO, 14.07: IBOVESPA se recupera e segue NY
 
GUIA DE AÇÕES, 14.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 14/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 13.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 13/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 13.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 13.07: IBOVESPA cai 1,33% a 98.697 pts por efeito da Covid-19 nos EUA 13/07/2020
O MERCADO, 13.07: IBOVESPA cai 1,33% a 98.697 pts por efeito da Covid-19 nos EUA
 
GUIA DE AÇÕES, 10.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 10/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 10.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 10.07: IBOVESPA retorna aos 100.000 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3213 10/07/2020
O MERCADO, 10.07: IBOVESPA retorna aos 100.000 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3213
 
GUIA DE AÇÕES, 09.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 10/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 09.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 08.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 08/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 08.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 08.07: IBOVESPA sobiu 2,05% a 99.769 pts; DÓLAR caiu a R$ 5,346 08/07/2020
O MERCADO, 08.07: IBOVESPA sobiu 2,05% a 99.769 pts; DÓLAR caiu a R$ 5,346
 
WEG obtém controle da Startup BirminD 08/07/2020
WEG obtém controle da Startup BirminD
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites