Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

22 de Janeiro de 2013 as 01:01:51



CÓDIGO FLORESTAL- Procuradoria Geral da República considera ilegais vários dispositivos



Procuradoria-Geral da República considera inconstitucionais vários dispositivos do novo Código Florestal

 
Três pedidos de ações diretas de inconstitucionalidade contra dispositivos do Código Florestal foram encaminhados segunda feira, 21.01, ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria-Geral da República.
 
O órgão questiona a nova definição de APPs Áreas de Preservação Permanente, a redução da reserva legal e a chamada anistia para desmatadores aprovadas pelo Congresso Nacional e sancionadas pela presidenta Dilma Rousseff. 
 
As ações questionam a constitucionalidade de mais de 40 dispositivos, entre artigos, parágrafos e incisos da nova lei. A procuradora-geral da República em exercício, Sandra Cureau, responsável pela elaboração das ações, considera que “há clara inconstitucionalidade” nos dispositivos questionados.
 
“A criação de espaços territoriais especialmente protegidos decorre do dever de preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais, de forma que essa deve ser uma das finalidades da instituição desses espaços”, 
 
argumenta a procuradora.
 
Sandra Cureau questiona também a mudança da Lei de Crimes Ambientais, que possibilitou a anistia daqueles que praticaram desmatamentos  até 22 de julho de 2008. 
 
“Se a própria Constituição estatui de forma explícita a responsabilização penal e administrativa, além da obrigação de reparar danos, não se pode admitir que o legislador infraconstitucional exclua tal princípio, sob pena de grave ofensa à Lei Maior”, 
disse.
 
Segundo a PGR, a permissão de computar as áreas de preservação permanente como reserva legal também fere a Constituição. A procuradora-geral em exercício considera que essas áreas têm funções ecossistêmicas diferentes, mas, juntas, ajudam a conferir sustentabilidade às propriedades rurais.
 
Nas ações, Sandra Cureau pede que o STF suspenda imediatamente os efeitos dos dispositivos questionados até o julgamento final das ações.


Fonte: Agência Brasil





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
CID GOMES recebe alta de hospital no Ceará 23/02/2020
CID GOMES recebe alta de hospital no Ceará
 
BOLSONARO ataca INMETRO para facilitar Gasolina Batizada, acusa Luis Nassif 23/02/2020
BOLSONARO ataca INMETRO para facilitar Gasolina Batizada, acusa Luis Nassif
 
MOTIM - Ceará registra 88 assassinatos durante Motim dos Policiais 23/02/2020
MOTIM - Ceará registra 88 assassinatos durante Motim dos Policiais
 
PETROBRAS e Sindicatos Petroleiros fazem Acordo e Encerram Greve 22/02/2020
PETROBRAS e Sindicatos Petroleiros fazem Acordo e Encerram Greve
 
KAKAY: 21/02/2020
KAKAY: "Dignidade e fibra de Lula são estímulo à resistência"
 
LULA depõe à Justiça Federal em Brasilia: 20/02/2020
LULA depõe à Justiça Federal em Brasilia: "Má fé e Leviandade na Denúncia do MPF"
 
CEARÁ - Após Força Nacional, Bolsonaro aprova envio das Forças Armadas 20/02/2020
CEARÁ - Após Força Nacional, Bolsonaro aprova envio das Forças Armadas
 
GREVE - Petroleiros decidem suspender greve temporariamente 20/02/2020
GREVE - Petroleiros decidem suspender greve temporariamente
 
RODRIGO MAIA rebate General Heleno sobre Críticas ao Congresso 19/02/2020
RODRIGO MAIA rebate General Heleno sobre Críticas ao Congresso
 
O MERCADO, 19.02: IBOVESPA sobe 1,34% a 116.517 pts DÓLAR sobe a R$ 4,365 19/02/2020
O MERCADO, 19.02: IBOVESPA sobe 1,34% a 116.517 pts DÓLAR sobe a R$ 4,365
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites