Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sexta-Feira, Dia 04 de Setembro de 2020 as 15:09:05



MERCADO AGORA - Boletim Mercados Globais de 04.09.2020



MERCADO AGORA - Boletim Mercados Globais, de 04.09.2020

Roger Marçal
Macro Estrategista Chefe
Mirela de Castro Rampini
Elifrancis Braga Almeida 
DIMEF/Proje–Macro Estratégia
 
EXTERNO
 
Payroll veio positivo, mas selloff da tecnologia continua e alimentar cautela em alguns mercados
 
No exterior, o Payroll apontou a criação de 1,371 milhão de vagas, em linha com o esperado (1,350 mi), a taxa de desemprego caiu a 8,4%, mais do que os 9,8% previstos e a média de ganhos por hora trabalhada no comparativo mensal subiu 0,4%, quando a expectativa apontava estabilidade.
 
A reação imediata foi de valorização das taxas dos treasuries, fortalecimento do dólar, e alta p/bolsas europeias e Dow Jones, entretanto, o bom resultado do mercado de trabalho americano não foi suficiente p/ reverter a queda de Nasdaq e SP500.
 
Um pouco mais tarde, um movimento de cautela se intensificou, com forte queda das ações de tecnologia. Na Bloomberg, fontes afirmaram que o movimento intenso p/ baixo no setor se deve a desmonte de posições de short gamma que ficou na mão de dealers. Outros alegam que as ações das gigantes de tecnologia (FAANG) estavam sobrevalorizadas, abrindo margem p/ correção técnica. Para Trump e seu conselheiro econômico, Larry Kudlow, trata-se de uma realização de lucros normal
 
Paralelamente, Mike Pence, vice-presidente dos EUA, negou que o governo esteja pulando etapas p/ liberar mais rápido alguma vacina contra o coronavírus.
 
Bolsas
 
Em NY, as bolsas passam por forte realização, com Nasdaq caindo mais de 4% devido ao sellof das giant techs contaminando outros áreas. O índice VIX chegou a subir cerca de 10% e opera em alta de mais de 5% no momento.
 
O mau humor acabou migrando também p/ as bolsas europeias, que operavam em alta, mas registravam fortes quedas próximo do fechamento
 
Juros
 
As yields dos treasuries mantiveram alta forte ao longo de toda a curva, não afetada pelo mau humor dos mercados bursáteis, graças ao payroll positivo.
Câmbio
 
Dólar se fortaleceu ante as principais e emergentes, tanto pelo impulso com Payroll positivo quanto pela cautela imposta pela realização nas bolsas.
 
INTERNO
 
Mercados promovem alguns ajustes, de olho no exterior e nos próximos passos da agenda de reformas.
 
No Brasil, na véspera de final de semana prolongado, os mercados operam voláteis, promovendo alguns ajustes de posições, monitorando o exterior e os sinais de melhora da cena local com o retorno da agenda de reformas, o que traz uma sinalização importante para o realinhamento da trajetória da dívida pública no médio e longo prazo.
No mais, as discussões em torno da situação de fragilidade fiscal e as dificuldades de compatibilizar as demandas com o teto de gastos seguem no radar dos investidores, o que limita de certa forma um excesso de otimismo.
 
Campos Neto repetiu hoje, em reunião virtual, que “devido a questões prudenciais e de estabilidade financeira, o espaço remanescente para utilização da política monetária, se houver, deve ser pequeno”.
 
Fabio Kanczuk comentou em uma live que “sem política fiscal firme, a gente não consegue fazer política monetária” e que “o BC ainda está longe do cenário de não ter ferramentas para estímulos”.
 
Dólar
 
Oscila frente ao real, ficando no nível próximo de R$ 5,30, seguindo a volatilidade da maioria das moedas emergentes, após a forte valorização da moeda doméstica nos últimos dias, corrigindo parte das incertezas fiscais e políticas.

Juros
 
devolvem prêmios de risco em todos os prazos, diante da melhora nas perspectivas sobre a agenda de reformas + expectativa de juros baixos por longo período.
Ibovespa
 
Opera em queda, ficando no patamar abaixo dos 100 mil pts, seguindo o movimento das bolsas americanas + rotação de carteiras. Destaque para queda de Petrobras, Vale, Eletrobrás e varejistas.

Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por ROGER MARÇAL, Macro Estrategista Chefe, MIRELA DE CASTRO RAMPINI, ELIFRANCIS BRAGA ALMEIDA,  da DIMEF/Proje–Macro Estratégia, do BB INVESTIMENTOS


Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB INVESTIMENTOS Roger Marçal, Macro Estrategista Chefe, Mirela de Castro Rampini, Elifrancis Braga Almeida da DIMEF/ – Macro Estratégia





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 28.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 29/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 28.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
GUIA DE AÇÕES, 29.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convem investir. 30/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 29.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convem investir.
 
OS MERCADOS Fechamento em 30.09.2020: Mercados acompanham melhora externa 30/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 30.09.2020: Mercados acompanham melhora externa
 
OS MERCADOS Fechamento em 29.09.2020: Incerteza, Mercados Cautelosos 30/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 29.09.2020: Incerteza, Mercados Cautelosos
 
FINANCEIRO - Relatório Setorial de Agosto/2020: Expansão do Crédito vigorosa 28/09/2020
FINANCEIRO - Relatório Setorial de Agosto/2020: Expansão do Crédito vigorosa
 
OS MERCADOS  Fechamento em 28.09.2020: Viés Positivo, Esperança 28/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 28.09.2020: Viés Positivo, Esperança
 
MERCADOS - Abertura em 28.09.2020: Tom Positivo, Expectativas de novos estímulos nos EUA 28/09/2020
MERCADOS - Abertura em 28.09.2020: Tom Positivo, Expectativas de novos estímulos nos EUA
 
OS MERCADOS - Fechamento em 25.09.2020: Em Aversão ao Risco 26/09/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 25.09.2020: Em Aversão ao Risco
 
OS MERCADOS Fechamento em 24.09.2020: Recuperação dos Ativos 25/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 24.09.2020: Recuperação dos Ativos
 
24/09/2020
O MERCADO AGORA - 24.09.2020:Mercados Oscilam com Ligeiro Viés Positivo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites