Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

10 de Setembro de 2020 as 10:05:59



MERCADOS - ABERTURA EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo



Abertura dos Mercados em 10.09.2020
 
Mercado Externo
 
Após ganhos de ontem, mercados adotam certa cautela antes da agenda robusta prevista para a sessão
 
► No exterior, os mercados amanheceram voláteis e mistos, com investidores aguardando a agenda econômica prevista para o dia, enquanto avaliam as incertezas que pairam no cenário global.
 
►  Nos EUA, a campanha eleitoral ganha cada vez mais importância, ontem, Biden disse que dará incentivos para empresas criarem empregos no país e que irá elevar impostos sobre os lucros para as que tiverem operações fora dos EUA. A divulgação se soma aos planos para o âmbito corporativo já proposto por ele, que reverteria muitas mudanças efetuadas pela reforma tributária de Trump aprovada em 2017.
 
► Do outro lado, o governo americano anunciou que suspendeu o visto de estudantes chineses sob a acusação de que poderiam espionar segredos americanos. Ao mesmo tempo em que surgiram informações de que a Casa Branca estaria disposta a permitir a continuidade da atuação do TikTok no país, mesmo sem a venda do controle para uma empresa americana. A possível trégua seria apenas uma jogada de campanha, especialmente após a repercussão negativa sobre as declarações de que Trump teria admitido que menosprezou os impactos da pandemia no começo do ano.
 
► Na Europa, os investidores estarão atentos à decisão de política monetária do BCE e ao discurso de Lagarde, presidente da instituição. A expectativa é de que a instituição divulgue algo novo para dar mais ânimo para a economia. O mais provável é sejam seguidos os passos do Fed indicando que os juros devem ficar baixos por um período mais longo com metas mais flexíveis de inflação. No mais, é esperado que o BCE adote uma perspectiva econômica mais otimista. Outros pontos monitorados pelos investidores são: avanço do coronavírus na região e discussões em torno do Brexit.
 
► Na agenda do dia, nos EUA, o destaque fica para a divulgação dos pedidos semanais de seguro desemprego. A estimativa é de que o resultado venha em torno de 850 mil, uma divulgação bem abaixo da espera pode animar os mercados ao indicar que o mercado de trabalho está retomando. No entanto, pode vir a dificultar ainda mais a negociação do novo pacote fiscal. Também será divulgado o PPI de agosto, cuja expectativa é de redução, acompanhando a acomodação da retomada da atividade.
 
“Expectativas” para o dia
 
► Dólar contra: Principais Alta (BCE alinhando à estratégia do Fed + cautela quanto às incertezas que pairam sobre cenário global)
Emergentes: Alta (cautela -> contraponto: indicadores surpreendentes)
 
► Taxas dos Treasuries: Queda (cautela -> contraponto: indicadores surpreendentes)
 
►  Commodities: Queda
 
►  Bolsas: Queda (cautela + continuação de desmonte de posições -> contraponto: liquidez abundante + juros baixos + surpresas positiva com indicadores)
 
 
Mercado Interno
 
Mercados seguem de olho no exterior, enquanto aguardam novas informações na cena política local
 
► No Brasil, os mercados devem seguir sensíveis a dinâmica externa, embora voláteis, enquanto aguardam novos avanços na agenda de trabalhos do Congresso.
 
►  A definição do programa Renda Brasil, que irá substituir o Bolsa Família, deverá voltar a integrar a PEC do Pacto Federativo. O parecer deveria ter sido apresentado ontem pelo relator da PEC, senador Marcio Bittar, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, mas foi adiado novamente para inclusão do programa assistencial e a sua fonte de financiamento, inclusive com medidas de desindexação do Orçamento que podem abrir espaço nas despesas.
 
► Em entrevista à CNN ontem à noite, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que pelo menos 82% das pessoas de suas redes sociais querem a manutenção do auxílio emergencial de R$ 600. Ainda assim, ele seguiu reforçando que irá trabalhar para aprovar a MP no valor de R$ 300 como foi editado pelo governo.
 
► Os investidores também seguem de olho na prorrogação da desoneração da folha de pagamentos, que gerou mais um impasse entre governo e Congresso. Sem acordo com parlamentares, a sessão para apreciar o veto já foi adiada várias vezes. Por enquanto, a perspectiva é que o veto seja analisado na semana que vem.
 
► No mais, o cenário de inflação permanece benigno e o foco do momento são as pressões nos preços dos alimentos, com o governo buscando algumas medidas de alívio, como a zeragem de alíquotas de importação no caso do arroz.
 
► Na agenda de indicadores econômicos, destaque para divulgação dos dados de vendas no varejo de julho. No conceito restrito, a mediana de mercado aponta para uma alta de 0,90%. Já no conceito ampliado, que inclui material de construção e veículos, a mediana das expectativas mostra um crescimento de 5,30%.
 
“Expectativas” para o dia
 
► Dólar: Alta (em linha com o movimento das demais moedas emergentes + posições de hedge cambial ) -> Contraponto: perspectiva positiva para agenda de reformas.
 
► Juros: Alta (cautela externa + alta do dólar + leilão do Tesouro) -> Contraponto: perspectiva de juros baixos por período prolongado + recuperação gradual da atividade + melhora na percepção dos agentes com a agenda de reformas.
 
► Ibovespa: Queda (seguindo as bolsas globais + incertezas com a recuperação da atividade global) -> Contraponto: perspectiva de juros baixos + ampla liquidez global + avanço da agenda reformista.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório preparado por ROGER MARÇAL, Macro Estrategista Chefe, CLARA CERQUEIRA e ELIFRANCIS BRAGA ALMEIDA, integrantes do BB-DIMEF/Proje

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB-DIMEF/Proje – ROGER MARÇAL,Macro Estrategista Chefe, CLARA CERQUEIRA e ELIFRANCIS BRAGA ALMEIDA





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 28.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 29/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 28.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
GUIA DE AÇÕES, 29.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convem investir. 30/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 29.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convem investir.
 
OS MERCADOS Fechamento em 30.09.2020: Mercados acompanham melhora externa 30/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 30.09.2020: Mercados acompanham melhora externa
 
OS MERCADOS Fechamento em 29.09.2020: Incerteza, Mercados Cautelosos 30/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 29.09.2020: Incerteza, Mercados Cautelosos
 
FINANCEIRO - Relatório Setorial de Agosto/2020: Expansão do Crédito vigorosa 28/09/2020
FINANCEIRO - Relatório Setorial de Agosto/2020: Expansão do Crédito vigorosa
 
OS MERCADOS  Fechamento em 28.09.2020: Viés Positivo, Esperança 28/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 28.09.2020: Viés Positivo, Esperança
 
MERCADOS - Abertura em 28.09.2020: Tom Positivo, Expectativas de novos estímulos nos EUA 28/09/2020
MERCADOS - Abertura em 28.09.2020: Tom Positivo, Expectativas de novos estímulos nos EUA
 
OS MERCADOS - Fechamento em 25.09.2020: Em Aversão ao Risco 26/09/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 25.09.2020: Em Aversão ao Risco
 
OS MERCADOS Fechamento em 24.09.2020: Recuperação dos Ativos 25/09/2020
OS MERCADOS Fechamento em 24.09.2020: Recuperação dos Ativos
 
24/09/2020
O MERCADO AGORA - 24.09.2020:Mercados Oscilam com Ligeiro Viés Positivo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites