Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 07 de Outubro de 2020 as 23:10:13



OS MERCADOS Fechamento em 07.10.2020: Bom Humor Externo e Incertezas Fiscais Domésticas



Conexão Mercado - Fechamento de 07.10.2020
 
Roger Marçal, Gerente, 
Luiz Claudio Arraes Liberali
Romulo Ramos Alves
BB DIMEF-Cenários Financeiros
Mercado Externo
 
Mercados encerram o dia positivos com a Ata do Fomc e a fala de Trump sobre estímulos à economia, com exceção da Europa que fecharam majoritariamente em queda.
 
►  No exterior, os mercados fecharam o dia esperançosos de que alguma ajuda fiscal poderá sair antes da eleição, uma vez que Trump tuitou que adotará algumas medidas de apoio à economia horas depois de suspender negociações com os democratas. A informação de que o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, tiveram uma reunião para tratar de uma ajuda as empresas aéreas também contribuiu para elevar os ânimos.
 
►  Na Ata do Fomc, referente à reunião de setembro, os dirigentes do FED avaliaram que apesar da melhora na atividade econômica, com o apoio fiscal e de crédito, os níveis de atividade pré-pandemia ainda não foram alcançados e que existem riscos significativos, principalmente para o emprego, no médio prazo.
 
     Estimam também que a retomada dependerá do ritmo da evolução da pandemia, e ratificaram a decisão de manter os juros baixos e a compra de ativos por um longo período de tempo. Apesar disso, ressaltaram que se ajuda fiscal não vier a recuperação poderá desacelerar.
 
►  Bolsas: Em NY, os 3 principais índices fecharam em alta, impulsionados com a fala de Trump e Ata do Fomc, com destaque de alta para os setores de aviação. Na Europa, os índices fecharam em queda refletindo a fala de Trump, no dia de ontem, de que não apoiaria novo pacote fiscal até as eleições, com destaque para as ações petrolíferas. Já o DAX fechou em leve alta com ajuda do setor aéreo e automotivo.
 
►  Juros: as yields dos treasures fecharam em alta em todos os prazo, refletindo o movimento de procura por risco.
 
►  Câmbio: O índice Dólar DXY, contra as principais moedas, fechou estável, porém em queda frente ao euro e libra repercutindo a continuação dos estímulos monetários pela Ata do Fomc, recuo de Trump nas pesquisas e dúvidas quanto à novos estímulos fiscais . Entre as emergentes, o dólar ficou dividido, embora majoritariamente fraco.
 
 
Mercado Interno
 
Mercados mistos entre o bom humor externo e as incertezas fiscais no cenário doméstico.
 
►  No Brasil, os mercados operaram voláteis, entre as influências do bom humor externo e as questões fiscais que mantêm investidores na defensiva.
 
►  Enquanto persistem as indefinições sobre o Renda Cidadã, principalmente no que tange às fontes de financiamento do programa, surgem novas notícias. Desta vez, circularam informações, vistas com bons olhos pelo mercado, que a equipe econômica pretende convencer Bolsonaro a desvincular e desindexar despesas do orçamento para fomentar o novo programa social.
 
►  Em ponto sensível, notícia sobre uma possível prorrogação do auxílio emergencial para 2021 também circulou, mas foi negada por Paulo Guedes. Porém, foi suficiente para estressar o mercado e pressionar mais o câmbio.
 
►  Por fim, Campos Neto foi mais uma autoridade a acender o sinal de alerta contra os riscos fiscais, o que mais cedo elevou as taxas do DIs.
 
►  Dólar: segue para fechar em alta frente ao real, cotado próximo aos R$ 5,62, em dia de movimento mista da divisa americana contra as emergentes. Mais uma vez as indefinições no campo fiscal prejudicaram o desempenho da moeda brasileira.
 
►  Juros: fecharam próximos à estabilidade nos vencimentos de curto prazo, em queda nos médios (com bom humor externo e novas informações sobre fonte de financiamento do Renda Cidadã) e em alta nos longos (em sintonia com a alta do dólar e a permanência das preocupações fiscais).
 
►  Ibovespa: zerou as perdas e fechou praticamente estável, mantendo-se no patamar dos 95 mil pontos. Com todas as incertezas e indefinições que pairam a política econômica do país, à véspera de eleições municipais que travam o andamento da pauta do Congresso, além dos impasses entre governo e parlamento, ofuscaram até mesmo a influência do bom humor externo. Assim, a bolsa brasileira não teve força para seguir a forte alta dos pares em NY.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio Arraes Liberali e Romulo Ramos Alves, do BB DIMEF-Cenários Financeiros.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio Arraes Liberali e Romulo Ramos Alves, do BB DIMEF-Cenários Financeiros.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 26.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 27/10/2020
GUIA DE AÇÕES, 26.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
OS MERCADOS FECHAMENTO em 26.10.2020: Sentimento Global de Aversão ao Risco contamina bolsa brasileira 26/10/2020
OS MERCADOS FECHAMENTO em 26.10.2020: Sentimento Global de Aversão ao Risco contamina bolsa brasileira
 
GUIA DE AÇÕES, 23.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 26/10/2020
GUIA DE AÇÕES, 23.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
OS MERCADOS FECHAMENTO em 23.10.2020: Queda por realização de lucros 23/10/2020
OS MERCADOS FECHAMENTO em 23.10.2020: Queda por realização de lucros
 
OS MERCADOS - Abertura em 23.10.2020: Em Linha com o Ambiente Externo 23/10/2020
OS MERCADOS - Abertura em 23.10.2020: Em Linha com o Ambiente Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 21.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 22/10/2020
GUIA DE AÇÕES, 21.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
OS MERCADOS - Fechamento em 22.10.2020: Otimismo Cauteloso 22/10/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 22.10.2020: Otimismo Cauteloso
 
MERCADOS - FECHAMENTO  em 21.10.2020 No aguardo de definição do Pacote Fiscal 21/10/2020
MERCADOS - FECHAMENTO em 21.10.2020 No aguardo de definição do Pacote Fiscal
 
CONEXÃO MERCADO – AGORA 21.10.2020: Investidores aguardam definição do Pacote Fiscal nos EUA 21/10/2020
CONEXÃO MERCADO – AGORA 21.10.2020: Investidores aguardam definição do Pacote Fiscal nos EUA
 
OS MERCADOS FECHAMENTO em 20.10.2020 Expectativa de Pacote Fiscal nos EUA 20/10/2020
OS MERCADOS FECHAMENTO em 20.10.2020 Expectativa de Pacote Fiscal nos EUA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites