Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

10 de Novembro de 2020 as 14:09:31



O MERCADO AGORA, 14h09 de 10.11.2020: Mercado volatil observando Leilão do Tesouro



CONEXÃO MERCADO – AGORA, 13h17, de 10.11.2020
Roger Marçal – Gerente
Luiz Claudio A Liberali
Adriana dos Santos Lima
do BB DIMEF Cenários Financeiros
MERCADO EXTERNO
 
Mercados globais seguem mistos após rali de alta de ontem.
 
► No Exterior, mercados seguem sem direção única pela manhã, com as bolsas Nasdaq e SP500 em baixa, impactadas com a queda das Techs, Já as europeias e Dow Jones continuam repercutindo o bom humor de véspera, impulsionados com a informação do sucesso da vacina e vitória de Biden.
 
► No mais, as preocupações ficam para o desenrolar da trama política eleitoral nos EUA, com a tentativa da equipe de Trump de bloquear o resultado na Pensilvânia.
 
► Em relação aos discursos dos dirigentes do FED, Kaplan, de Dallas, disse que está preocupado com os riscos para a perspectiva econômica nos próximos dois trimestres, em virtude do avanço do coronavirus.
 
► Em relação a pandemia, o número de casos de coronavírus continua crescendo, mas notícias positivas sobre a vacina da Pfizer e tratamento com drogas da Eli Lilly
contribuem positivamente para o humor dos investidores. Hoje a Universidade Johns Hopkins anunciou que os casos globais ultrapassaram mais de 50,9 milhões e número de mortes atingiram pelo menos 1,26 milhão.
 
► Bolsas: Em NY, a Nasdaq e SP500 operam em queda e Dow Jones em alta. Destaque negativo para as ações do Facebook (-4%), Microsoft (-2,3%), Amazon (-2,6%) e Alibaba (-7,78%). Já na Europa os índices operam em alta, com destaques para as ações dos setores automotivas, financeiros e aéreos.
 
► Juros: As yields dos treasuries operam em alta influenciadas pelas notícias da vacina da Pfizer e possibilidade de gastos fiscais maiores com vitória de Biden.
 
► Câmbio: O dólar opera estável entre as principais, enquanto as divisas emergentes recuam, impactadas pela decepção com o CPI chinês, mas também refletindo a expectativa de retorno de algumas pressões inflacionárias, graças ao retorno das atividades devido ao surgimento de tratamento contra o covid-19.
 
MERCADO INTERNO
 
Mercados operam voláteis, em movimento de ajuste de posições e observando leilão do Tesouro
 
► No Brasil, os ativos oscilam nesta manhã, acompanhando o exterior, em movimento de ajuste de posições após a recente euforia e observando o leilão do Tesouro.
 
► O IGP-M (1ª Prévia/Nov) variou 2,67% ante 1,97% em setembro, com aceleração das matérias-primas brutas e bens intermediários, que sofreram pressão dos combustíveis e lubrificantes.
 
► O ministro Paulo Guedes alertou que o país pode ir para hiperinflação muito rápido se não rolar dívida satisfatoriamente. Porém, afirmou que cumprirá o teto de gastos e desejo de votar às reformas estruturais para reduzir o déficit primário à casa de 2% do PIB em 2021. O ministro ainda falou sobre acelerar as privatizações e citou os Correios e Eletrobrás na fila.
 
 
► O Tesouro ofertou o volume de 1,35 milhões de NTN-B’s ante 5 milhões na semana anterior.
 
► Dólar: opera volátil, orbitando ao nível de R$ 5,36. Os agentes citam a antecipação das instituições financeiras em reduzir posições de overhedge esperada para o final do ano como um dos motivos de pressão no câmbio após a queda acentuada da semana anterior.
 
► Juros: em alta, em ajuste as quedas dos últimos dias, mesmo após oferta menor de papéis do Tesouro.
 
► Ibovespa: opera em alta, seguindo bolsas europeias e commodities, apesar do viés indefinido das bolsas americanas, em níveis acima de 104 mil pts. Declarações de Guedes sobre privatizações, também, contribuíram para acelerar o índice. Destaque de alta do setor financeiro, Petrobras, Eletrobrás e BRF, em contraponto, ao setor varejista que indica realização no dia.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, preparado por Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio A Liberali e Adriana dos Santos Lima do BB DIMEF Cenários Financeiros
 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio A Liberali e Adriana dos Santos Lima do BB DIMEF Cenários Financeiros





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 24.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 25/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 24.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 20.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 23/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 20.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
MARKET UPDATE Semanal de 14 a 20.11.2020 Dados Recentes da Atividade Econômica nos Principais Países 21/11/2020
MARKET UPDATE Semanal de 14 a 20.11.2020 Dados Recentes da Atividade Econômica nos Principais Países
 
GUIA DE AÇÕES, 19.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 20/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 19.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 18.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 19/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 18.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
AZUL - Resultado no 3º trimestre/2020: NEUTRO 17/11/2020
AZUL - Resultado no 3º trimestre/2020: NEUTRO
 
GUIA DE AÇÕES, 13.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 16/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 13.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
PERU busca 3º presidente em uma semana para tentar sair de crise 17/11/2020
PERU busca 3º presidente em uma semana para tentar sair de crise
 
GUIA DE AÇÕES, 16.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 17/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 16.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO 15/11/2020
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites