Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

16 de Fevereiro de 2021 as 13:02:12



MIANMAR Protestos intensos e manifestações de rua contra militares golpistas


Protestos em prol da libertação de Aung San Suu Kyi
 
Após a junta militar proclamar, sem qualquer prova, a existência de corrupção no processo eleitoral, em que foi perdedor nas eleições legislativas de novembro/2020, o partido do exército, o porta-voz das  Forças Armadas de Mianmar, o general Zaw Min Tun, afirmou que o objetivo da junta militar é realizar eleições e entregar o poder político ao partido vencedor.
 
Invertendo a realidade dos fatos e das responsabilidade, porta-voz da junta militar, o general de brigada Zaw Min Tun, afirmou que os protestos em andamento no país contra os militares estão incitando à violência e fazendo pressão ilegal sobre os servidores públicos civis.
 
O militar representante da junta golpista afirmou que as Forças Armadas do país irão garantir a realização de novas eleições. Contudo, o general não anunciou data das novas eleições e o país segue em estado de emergência com duração de um ano.
 
Respondendo à grande pressão internacional contrária ao golpe militar, o general afirmou que os militares do país "não tiveram nenhum outra opção" a não ser a tomada do poder.
 
Enquanto isso, os militares afirmam que continuarão o caminho do acordo de "cessar-fogo nacional".
 
Militares no poder
 
Em 1°.02.2021, sob a alegação de fraude nas eleições legislativas de novembro/2020, os militares de Mianmar prenderam o presidente Win Myint, a líder Aung San Suu Kyi e outros líderes políticosAung San Suu Kyi integra o partido vencedor daquelas eleições legislativas, a Liga Nacional para a Democracia (NLD), foi vencedora do Prêmio Nobel da Paz, em 1991, e exerce a secretaria-geral da Liga Nacional pela Democracia. Aos 75 anos, é a terceira filha de Aung San, considerado o "pai da Birmânia moderna", o antigo nome do país Mianmar.  
 
O movimento golpista dos militares desencadeou protestos contra a classe militar tanto no país, quanto no exterior.
 
Por sua vez, os EUA anunciaram na 4ª feira, 10.02, sanções contra a liderança militar.


Fonte: da Redação JF, com informações de Sputniknews, Correio Brasiliense e Wikipedia





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
VINGANÇA DO ASSASSINATO DE SOLEIMANI - Comando militar dos EUA divulga vídeo do ataque do Irã à base americana 07/03/2021
VINGANÇA DO ASSASSINATO DE SOLEIMANI - Comando militar dos EUA divulga vídeo do ataque do Irã à base americana
 
ITÁLIA só dará uma dose de vacina a pacientes contaminados assintomáticos 06/03/2021
ITÁLIA só dará uma dose de vacina a pacientes contaminados assintomáticos
 
PAPA inicia visita de 4 dias ao Iraque como 06/03/2021
PAPA inicia visita de 4 dias ao Iraque como "Peregrino da Paz"
 
MIANMAR - 4ª feira, 04/03/2021
MIANMAR - 4ª feira, "O Dia Mais Sangrento": 38 mortos pelos militares golpistas
 
MYANMAR - Aung San Suu Kyi enfrenta nova acusação 02/03/2021
MYANMAR - Aung San Suu Kyi enfrenta nova acusação
 
NICOLAS SARKOZY condenado à prisão por corrupção 02/03/2021
NICOLAS SARKOZY condenado à prisão por corrupção
 
ISRAEL atacou Damasco com mísseis no domingo, mas sistemas de defesa repeliram. 01/03/2021
ISRAEL atacou Damasco com mísseis no domingo, mas sistemas de defesa repeliram.
 
FILIPINAS - Duterte ameaça anular acordo militar se EUA implantarem Armas Nucleares nas Filipinas 01/03/2021
FILIPINAS - Duterte ameaça anular acordo militar se EUA implantarem Armas Nucleares nas Filipinas
 
FUTEBOL Ex-presidente do BARSA é preso por suspeita de crime financeiro 01/03/2021
FUTEBOL Ex-presidente do BARSA é preso por suspeita de crime financeiro
 
NEW YOR TIMES 01/03/2021
NEW YOR TIMES "Lava-Jato Transformou-se no Maior Escândalo Judicial da História"
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites