Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

04 de Outubro de 2021 as 23:10:00



PETROBRAS conclui Acordo com EUA após Pagamento de Multa de US$ 853,2 MI



Petrobras conclui acordo com EUA após pagamento de multa de US$853,2 MI
 
A empresa petrolífera Petrobras informou que concluiu suas obrigações previstas no acordo assinado com o Departamento de Justiça dos EUA.
 
Segundo um comunicado da companhia, o acordo reconheceu que, para além das condutas previstas no acordo, a Petrobras foi vítima de esquemas de corrupção desvendados pela Justiça brasileira.
 
A empresa brasileira teve que "aprimorar seu programa de integridade e auto-relato ao Departamento de Justiça dos EUA durante o período de três anos do acordo", o qual "cumpriu plenamente", disse o comunicado, citado pelo Correio Braziliense.
 
"Viramos, enfim, essa página e o fim do acompanhamento do DoJ [Departamento de Justiça dos EUA] comprova que vivemos novos tempos, com nosso sistema de conformidade sendo fortalecido dia após dia. Temos hoje um sistema robusto de controle e medidas anticorrupção que vão além das exigidas pela legislação",
 
declarou o diretor-executivo de Governança e Conformidade da Petrobras, Salvador Dahan, citado na matéria.
 
A Operação Lava Jato, iniciada em 2014 pelas autoridades brasileiras, revelou que certos funcionários executivos da Petrobras estariam se engajando em esquemas de lavagem de dinheiro. 
 
Distribuição do Valor
 
Em 2018, a empresa assinou um acordo de não-prossecução com o Departamento de Justiça norte-americano e com as autoridades do Brasil, sob o qual a empresa se comprometeu a participar de um programa de conformidade, controle interno e melhorias nos procedimentos anticorrupção, além de pagar uma multa de US$ 853,2 milhões (cerca de R$ 4,6 bilhões) às autoridades mencionadas.  Desse valor,
 
►  10% foi para o Departamento de Justiça dos EUA,
►  10% para a Comissão de Títulos e Câmbio (SEC, na sigla em inglês), e
►   80% para as autoridades nacionais, informa o portal InfoMoney.
 
FONTE: SPUTNIKNEWS


Fonte: SPUTNIKNEWS. Chamada de Capa da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
SULGÁS - Governo do RS vende em Leilão sua estatal de Gás 22/10/2021
SULGÁS - Governo do RS vende em Leilão sua estatal de Gás
 
DÓLAR cai a R$ 5,627 e IBOVESPA cai 1,34%. Mercado se acalma com visita de Bolsonaro a Guedes 22/10/2021
DÓLAR cai a R$ 5,627 e IBOVESPA cai 1,34%. Mercado se acalma com visita de Bolsonaro a Guedes
 
CONTAS EXTERNAS - BC Estima Déficit de US$ 21 Bilhões em 2021 01/10/2021
CONTAS EXTERNAS - BC Estima Déficit de US$ 21 Bilhões em 2021
 
CONTAS EXTERNAS - DÉFICIT de US$ 20,7 BI em 12 meses; e de US$ 1,7 BI só em Setembro 22/10/2021
CONTAS EXTERNAS - DÉFICIT de US$ 20,7 BI em 12 meses; e de US$ 1,7 BI só em Setembro
 
PREÇO DE COMBUSTÍVEIS - Não há Perspectivas de Estabilização, diz Petrobras 22/10/2021
PREÇO DE COMBUSTÍVEIS - Não há Perspectivas de Estabilização, diz Petrobras
 
DÓLAR sobe 1,92% a R$ 5,668 e IBOVESPA cai 2,79%, em 21.10 22/10/2021
DÓLAR sobe 1,92% a R$ 5,668 e IBOVESPA cai 2,79%, em 21.10
 
COMBUSTÍVEIS - Setor Privado alega Defasagem de Preços para Não importar Combustíveis 20/10/2021
COMBUSTÍVEIS - Setor Privado alega Defasagem de Preços para Não importar Combustíveis
 
DÓLAR tem alta de 1,33% a R$ 5,594, mesmo com BC vendendo US$500 MI das Reservas Internacionais 19/10/2021
DÓLAR tem alta de 1,33% a R$ 5,594, mesmo com BC vendendo US$500 MI das Reservas Internacionais
 
DÓLAR subiu 1,21% a R$ 5,521; IBOVESPA  estável, mas já desvalorizou 3,86% em 2021 18/10/2021
DÓLAR subiu 1,21% a R$ 5,521; IBOVESPA estável, mas já desvalorizou 3,86% em 2021
 
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva Projeção da Inflação para 8,69% 18/10/2021
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva Projeção da Inflação para 8,69%
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites