Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

09 de Julho de 2022 as 15:07:21



SRI LANKA - Multidão Faminta invade Palácio Presidencial e incendeia casa do 1º Ministro


Palácio Presidencial, em Sri Lanka
 
Sri Lanka
Manifestantes incendiaram casa do primeiro-ministro em Colombo;
Capital em tumulto depois que manifestantes também invadiram residência do presidente Gotabaya Rajapaksa, que se recusa a renunciar
 
Hannah Ellis-Petersen e Devana Senanayake
Sáb 09.07.2022 
 
O Sri Lanka foi envolvido em tumulto neste sábado, 09.07, quando a casa do primeiro-ministro foi incendiada e milhares de manifestantes invadiram o palácio presidencial do presidente Gotabaya Rajapaksa e assumiram seus escritórios enquanto ele continuava a desafiar as exigências de renunciar.
 
Em cenas extraordinárias, manifestantes exigindo que Rajapaksa renuncie enquanto o país continua lutando contra sua pior crise econômica desde a independência – invadiram a residência oficial do presidente na manhã de sábado.
 
Imagens e relatos de testemunhas mostraram manifestantes inundando a grande escadaria do edifício da era colonial, com cânticos pedindo a dese8. A propriedade foi saqueada, com manifestantes vistos vasculhando os pertences do presidente, ajudando-se a comer na cozinha, deitados em camas, levantando pesos em sua academia particular e pulando na piscina ao ar livre.
 
O presidente não estava em casa, tendo fugido na noite anterior sob proteção militar. Sua localização era desconhecida no sábado em meio a rumores de que ele estava fugindo do país.
 
Rajith, 50, disse que veio participar dos protestos, pois tinha dois filhos pequenos e "não há comida para comer". Ele falou de seu choque ao entrar na casa do presidente e ver que, enquanto os Sri Lankas estavam sofrendo, "eles não faltavam nada. Vimos seus quartos luxuosos, seu AC, seu gás de cozinha. Eles até têm tantos animais de estimação pedigree".
 
Dhanu também estava entre os que invadiram a residência do presidente, tendo pedalado por mais de seis horas da cidade de Galle para participar do protesto.
 
"Eu vim porque há algo terrivelmente errado acontecendo aqui",
 
disse ela.
 
"Eu vi na casa do presidente como ele gostava de sua vida usando o dinheiro dos contribuintes e agora ele está se escondendo como um cão covarde. O presidente fugiu porque é um ladrão."
 
Grande parte da raiva e culpa pela crise econômica do Sri Lanka tem sido direcionada ao presidente e à família Rajapaksa, que são a dinastia política mais poderosa do Sri Lanka, e desde o final de 2019 ocuparam os cargos de presidente, primeiro-ministro, ministros das finanças e vários outros cargos de gabinete sênior.
 
Os Rajapaksas, que têm um domínio sobre a política do Sri Lanka por duas décadas e empurraram uma agenda ferozmente ultranacionalista, são acusados de corrupção, má gestão da economia e empurrando a nação à falência. Desde março, houve protestos generalizados pedindo que os Rajapaksas, em particular o presidente, sejam removidos do poder e responsabilizados pelas terríveis circunstâncias econômicas com as quais os 22 milhões de pessoas do país estão enfrentando.
 
Mas Rajapaksa, um ex-militar que foi acusado de crimes de guerra quando era secretário de defesa, recusou-se a renunciar. No sábado houve um notável silêncio dele, mesmo quando sua residência foi saqueada, e seu paradeiro permaneceu incerto.
 
No sábado à noite, o clima nas ruas de Colombo ficou tenso quando manifestantes romperam barreiras de segurança e incendiaram a casa de Ranil Wickremesinghe, que foi nomeado primeiro-ministro depois que Mahinda Rajapaksa, irmão mais velho do presidente e ex-presidente, foi forçado a renunciar em maio. Ele também vinha enfrentando chamadas para renunciar por alegações de que ele estava apoiando o regime de Rajapaksa.
 
O ataque incendiário ocorreu após um impasse de horas entre manifestantes e policiais do lado de fora da casa de Wickremesigne, com a polícia disparando várias balas de gás lacrimogêneo contra as multidões. Vários jornalistas foram violentamente espancados pela polícia e levados para o hospital, provocando uma declaração da Anistia Internacional do Sul da Ásia condenando a "agressão chocante", que foi "gravemente preocupante e viola descaradamente a liberdade de imprensa".
 
No início do dia, à medida que a pressão política aumentava, Wickremesinghe disse a uma reunião de todos os líderes partidários que ele estaria disposto a renunciar assim que um novo governo de todos os partidos fosse formado. No entanto, não houve resposta do presidente.
 
Apesar da escassez de combustível, dezenas de milhares de pessoas viajaram para o centro de Colombo na manhã de sábado, muitos comandando caminhões e ônibus, para assistir ao que se tornou o maior protesto até agora contra o presidente. Enquanto as multidões inchavam e empurravam contra as barreiras, a polícia começou a disparar gás lacrimogêneo.
 
Mas eles falharam em conter os manifestantes furiosos, que se mudaram em direção à casa do presidente, primeiro quebrando barreiras policiais, e depois invadindo a propriedade palaciana, muitos carregando bandeiras do Sri Lanka e gritando slogans.
 
O escritório do presidente no bairro de Galle Face, em Colombo, também foi tomado por milhares de manifestantes, que invadiram a segurança e as barricadas e invadiram o prédio. Durante meses, Galle Face tem sido o local de um campo de protesto anti-governo, onde as pessoas têm vivido em tendas e se recusando a se mudar até rajapaksa renunciar.
 
Ruki Fernando, um ativista, disse que viajou quase 160 km da cidade de Kandy para estar no protesto de Colombo. No caminho, ele tinha visto pessoas andando ao longo de rodovias, agarrando-se na traseira de caminhões de carga, esmagadas em caminhões e em bicicletas, a fim de chegar ao protesto apesar da falta de transporte devido à crise de combustível.
 
"Nunca experimentei uma revolta tão generalizada das pessoas",
 
disse Fernando.
 
"Havia uma sensação de conquista quando as pessoas entravam na casa do presidente, e seu secretariado. Estes são todos os lugares mantidos no luxo pelo dinheiro das pessoas em um momento em que o governo afirma que não há dinheiro suficiente para dar remédios, para dar comida, para dar combustível. É muito importante politicamente que eles tenham sido recuperados pelo público."
 
Pelo menos 40 pessoas, incluindo vários oficiais, ficaram feridas e foram hospitalizadas nos protestos de sábado.
 
O Sri Lanka continua lutando por uma crise devastadora na qual a economia entrou em colapso completamente e o governo não tem condições de se dar ao luxo de importar alimentos, combustíveis e medicamentos.
 
Todas as vendas de gasolina foram suspensas, escolas fecharam e procedimentos médicos e cirurgias estão sendo adiados ou cancelados por falta de medicamentos e equipamentos, com a ONU recentemente alertando que o país está enfrentando uma crise humanitária.
 
A inflação é recorde de 54,6% e os preços dos alimentos subiram cinco vezes, o que significa que dois terços do país estão lutando para se alimentar. O Sri Lanka inadimplente em suas dívidas externas em maio, que totalizam mais de US $ 51 bilhões, e está em negociações com o Fundo Monetário Internacional para um resgate de US $ 3 bilhões.
 
CONFIRA em THE GUARDIAN a íntegra da matéria
Clique AQUI


Fonte: THE GUARDIAN





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
A DERROTA - EUA fugiram do Afeganistão há exato 01 Ano 17/08/2022
A DERROTA - EUA fugiram do Afeganistão há exato 01 Ano
 
UCRÂNIA - Forças Ucranianas bombardeiam Usina Nuclear de Zaporozhye 17/08/2022
UCRÂNIA - Forças Ucranianas bombardeiam Usina Nuclear de Zaporozhye
 
ARÁBIA SAUDITA - Estudante condenada a 34 anos de prisão por usar o Twitter e retwitar dissidentes 17/08/2022
ARÁBIA SAUDITA - Estudante condenada a 34 anos de prisão por usar o Twitter e retwitar dissidentes
 
PUTIN discursa na 10ª Conferência de Moscou sobre Segurança Internacional 16/08/2022
PUTIN discursa na 10ª Conferência de Moscou sobre Segurança Internacional
 
KISSINGER adverte BIDEN sobre Provocações de Washington contra Pequim 21/07/2022
KISSINGER adverte BIDEN sobre Provocações de Washington contra Pequim
 
KISSINGER adverte BIDEN sobre Mudança do Status Quo de TAIWAN 15/08/2022
KISSINGER adverte BIDEN sobre Mudança do Status Quo de TAIWAN
 
EUA destruíram sua própria hegemonia' afirma Paul Craig 13/08/2022
EUA destruíram sua própria hegemonia' afirma Paul Craig
 
NORD STREAM-2 - Políticos alemães pressionam governo por lançamento do gasoduto 12/08/2022
NORD STREAM-2 - Políticos alemães pressionam governo por lançamento do gasoduto
 
ZELENSKY será EXPULSO do país ou MORTO pelo próprio povo, diz ex-oficial dos EUA 08/08/2022
ZELENSKY será EXPULSO do país ou MORTO pelo próprio povo, diz ex-oficial dos EUA
 
GUSTAVO PETRO - Novo Presidente tomou posse na Colômbia 08/08/2022
GUSTAVO PETRO - Novo Presidente tomou posse na Colômbia
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites