Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

15 de Fevereiro de 2014 as 02:02:11



INVESTIMENTOS - USIMINAS - Resultados do 4º trimestre/2013



BB Investimentos analisa 4º trimestre/2013 da USIMINAS
 
Queda no desempenho operacional e margens
 
USIM5
Preço em 13/02/2014                 R$ 12,03
Preço para 12/2014                   Em revisão
 
A Usiminas apresentou um resultado operacionalmente mais fraco que, segundo a Companhia, foi justificado pelo efeito sazonal.
 
O Projeto Friáveis já mostrou efeitos no segmento de mineração, cuja produção atingiu o patamar de 2,0 milhões de toneladas no trimestre, mas que foi neutralizada pela queda no preço do insumo.
 
No período, a siderúrgica não conseguiu manter o mesmo patamar de margens do trimestre anterior, porém a redução no nível de dívida após a compra de títulos de controladas fez com que o nível de Dívida Líquida/EBITDA recuasse  positivamente para 1,9x (2,3x no 3T13).
 
Queda nas vendas de siderurgia; foco no mercado externo
 
A Usiminas registrou queda no volume de vendas em relação ao trimestre anterior (-5%), com destaque para o recuo de chapas grossas (-16%), laminados (-3%) e galvanizados por imersão a quente (-3%).
 
No período, a  Companhia aumentou as vendas para o mercado externo, que totalizaram 193 mil toneladas (13% do total), 72% acima do volume vendido no trimestre anterior.
 
No entanto, como o preço médio praticado das vendas totais se manteve praticamente estável, sendo +2,2% no MI e -7,6% no  ME, o segmento de siderurgia apresentou uma receita líquida 4,2% inferior T/T.
 
Como os custos desta linha de negócios recuaram menos do que a queda da receita, a margem bruta recuou 1,4 p.p. no período. No acumulado do ano, apesar da receita ter apresentado queda de 1,0% sobre  2012, as iniciativas de redução de custos e o aumento de produtividade ajudaram a companhia a registrar um CPV 8,0% inferior.
 
Forte alta nas vendas de minério para terceiros
 
O segmento de mineração registrou uma produção 68% maior T/T e, com isso, a companhia conseguiu reportar um volume vendido que atingiu novo recorde de 2,2 milhões de toneladas, sendo 1,164 milhão destinado a terceiros (+48% T/T).  
 
A receita líquida do segmento encerrou em R$ 382,4 milhões, alta de 35% T/T. Entretanto, como os custos do segmento avançaram em maior proporção (+57,7%) no mesmo comparativo, a margem bruta acabou recuando 7,5 p.p. Em 2013, a elevação no volume de vendas e no  preço médio praticado resultou em uma receita 26,4% superior, porém com margem bruta 6,3 p.p. menor, devido aos maiores custos com arrendamento de direitos minerários, segundo a companhia.
 
Resultado Operacional
 
As despesas de SG&A consolidadas avançaram 9,6% no trimestre sobre o 3T13, devido ao maior volume exportado de aço e minério, e ao aumento das despesas com pessoal, resultado do dissídio coletivo e da adequação de mão-de-obra.
 
Diante disso, e levando-se em consideração a piora  no desempenho operacional do principal segmento da siderúrgica, o EBITDA ajustado alcançou R$ 514,1 milhões, com margem de 16,1% (-0,7 p.p. sobre o 3T13).
 
No ano, a melhora na eficiência operacional de siderurgia e a elevação da produção de minério resultaram em um EBITDA de R$  1,8 bilhão e margem de 14,1%, +8,6 p.p. sobre 2012.
 
Resultado Financeiro e Lucro Líquido
 
O resultado financeiro consolidado foi negativo em R$ 265 milhões no período. Com isso, a Usiminas encerrou o 4T13 com um lucro líquido de R$ 47 milhões (versus lucro de R$ 114,6 milhões no 3T13).
 
 
Confira no anexo o relatório de análise do desempenho da USIMINAS no 4º trimestre/2013, assinado pelo analista do BB BI  Victor Penna

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB BI





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 21.02, 6ª feira. Avalie se convém investir 22/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 21.02, 6ª feira. Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 21.02: IBOVESPA cai 0,79% a 113.681 pts  DÓLAR estável em R$ 4,392 21/02/2020
O MERCADO, 21.02: IBOVESPA cai 0,79% a 113.681 pts DÓLAR estável em R$ 4,392
 
LOJAS AMERICANAS Resultado no 4º trimestre/2019:  Receita maior e margens melhores 21/02/2020
LOJAS AMERICANAS Resultado no 4º trimestre/2019: Receita maior e margens melhores
 
GOL Resultado no 4º trimestre/ 2019: Liquidez Reforçada 21/02/2020
GOL Resultado no 4º trimestre/ 2019: Liquidez Reforçada
 
VALE Resultado no 4º Trimestre /2019: Neutro. 21/02/2020
VALE Resultado no 4º Trimestre /2019: Neutro.
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.02, 5ª feira. Avalie se convém investir 21/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.02, 5ª feira. Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 20.02: IBOVESPA cai 1,66%. DÓLAR sobe a R$ 4,391 20/02/2020
O MERCADO, 20.02: IBOVESPA cai 1,66%. DÓLAR sobe a R$ 4,391
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 19.02, 4ª feira. Avalie se convém investir 19/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 19.02, 4ª feira. Avalie se convém investir
 
GERDAU  -  Resultado no 4º trimestre/2019 e Atualização de Preço da Ações 19/02/2020
GERDAU - Resultado no 4º trimestre/2019 e Atualização de Preço da Ações
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 18.02, 3ª feira. Avalie se convém investir 18/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 18.02, 3ª feira. Avalie se convém investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites