Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

Domingo, Dia 18 de Junho de 2017 as 11:06:48



AÉCIO NEVES tem desconto em salário e perde carro oficial do Senado



Afastado do Senado, Aécio tem desconto em salário e perde carro oficial
 
 
O presidente do Senado, Eunício Oliveria (PMDB-CE), enviou um ofício, na 4ª feira, 14.06, ao ministro do STF Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Melo informando que o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) teve desconto no salário e está sem carro oficial desde o dia 18 de maio, data em que a Corte determinou o afastamento do parlamentar do mandato.
 
Aécio teve desconto no salário em razão da ausência nas sessões deliberativas da Casa. Os vencimentos dos senadores são compostos de uma parte fixa, prevista constitucionalmente, e outra variável, que considera a assiduidade em sessões deliberativas.
 
Com o corte da parte referente à presença do senador nas sessões, Aécio Neves conservará cerca de um terço de seu salário, o equivalente a pouco mais de R$ 11 mil por mês.
 
No ofício, Eunício informa que desde o dia 18 de maio também está suspensa a verba indenizatória. Acrescenta ainda que o registro de presença de Aécio Neves foi desativado e retirado do painel do plenário e das comissões e que o portal do Senado passou a informar que o parlamentar está afastado por decisão judicial.
 
Nos últimos dias, a Diretoria-Geral do Senado e Eunício Oliveira negaram estar descumprindo a determinação do ministro do STF Edson Fachin de afastar o senador Aécio Neves do mandato. As reações vieram após a publicação de uma reportagem pelo jornal Folha de S.Paulo, que destacou que o nome de Aécio ainda constava no painel de votação e seu gabinete funcionava normalmente, o que configuraria descumprimento da decisão do Supremo.
 
Ao ser questionado pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) sobre a ausência do nome de Aécio Neves no painel de votação do plenário, Eunício disse que ele já estava apagado, mas agora foi retirado para que não restem dúvidas de que o Senado cumpre a decisão do STF.
 
“É para deixar bem claro que a Mesa Diretora e esta Presidência não descumpriram a decisão da Suprema Corte. Como gerava dúvida o nome ficar ali apagado como estava, ficava branco, agora está retirado para que não gere nenhum tipo de dúvida”,
 
disse Eunício.
 
Aécio Neves não comparece ao Senado desde 18 maio, dia em que seu afastamento foi determinado e uma operação da Polícia Federal realizou busca e apreensão em suas residências de Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
REFORMA TRABALHISTA - Lei da Reforma é publicada no Diário Oficial 16/07/2017
REFORMA TRABALHISTA - Lei da Reforma é publicada no Diário Oficial
 
LULA faz pronunciamento após condenação por 9 anos de prisão 14/07/2017
LULA faz pronunciamento após condenação por 9 anos de prisão
 
CCJ aprova relatório contrário à admissibilidade da denúncia contra Temer 14/07/2017
CCJ aprova relatório contrário à admissibilidade da denúncia contra Temer
 
LDO 2018 - Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias 14/07/2017
LDO 2018 - Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias
 
REFORMA TRABALHISTA: Saiba o que muda com a nova lei 14/07/2017
REFORMA TRABALHISTA: Saiba o que muda com a nova lei
 
AVENIDA PAULISTA - Protestos de Manifestantes Pró e Contra LULA 13/07/2017
AVENIDA PAULISTA - Protestos de Manifestantes Pró e Contra LULA
 
Denúnca contra Temer em debate da CCJ da Câmara: PMDB vota contra 12/07/2017
Denúnca contra Temer em debate da CCJ da Câmara: PMDB vota contra
 
REFORMA TRABALHISTA - Senado aprova texto-base definido pela Câmara 11/07/2017
REFORMA TRABALHISTA - Senado aprova texto-base definido pela Câmara
 
MORO condena LULA a 9 anos e 6 meses de prisão 12/07/2017
MORO condena LULA a 9 anos e 6 meses de prisão
 
TASSO JEREISSATI - Não há consenso sobre permanência do PSDB no governo 11/07/2017
TASSO JEREISSATI - Não há consenso sobre permanência do PSDB no governo
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009