Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

18 de Julho de 2019 as 03:07:24



O MERCADO, 17.07, Ibovespa estável em 103.855 pts. Dólar cai a R$ 3,760



Diário do Mercado na 5ª feira, 17.07.2019
 
Exterior limita ganhos do Ibovespa, que fecha estável 
 
Comentário.
 
Os principais mercados acionários pelo mundo fecharam com perdas nesta 4ª feira, 17.07, afetados por uma já conhecida, mas, mais turva, perspectiva para o crescimento global – em desaceleração, e com um fator chave sem resolução próxima; a guerra comercial.
 
Neste contexto, acrescido pela queda dos preços de minério e do petróleo, o Ibovespa – que até ensaiou ganhos moderados – fechou estável, interrompendo, ao menos, uma sequência de quatro pregões negativos.
 
Localmente, a principal notícia no radar do mercado foi o projeto do governo para liberação parcial dos recursos do FGTS e do PIS/Pasep. Medida que, mesmo com característica transitória, deve contribuir para aceleração da atividade econômica no segundo semestre, impactando em até 0,5 p.p. o PIB do ano, segundo expectativa do governo.
 
O mercado recebeu positivamente a possível concretização do plano, mas seguirá monitorando o andamento das reformas estruturais, que devem alavancar o crescimento de modo perene e sustentável.
 
Dólar e juros também oscilaram pouco, a divisa norte-americana fechou valendo R$ 3,7600 (-0,27%), ao passo que os contratos de Dis, em sua maioria, não apontaram alterações relevantes.
 
Ibovespa.
 
Em dia de exercício de opções sobre o índice, o Ibovespa navegou em campo positivo durante, praticamente, toda a sessão, chegando a avançar 0,65% na máxima intradiária. Mas, sem novidades capazes de alavancar seu desempenho, encerrou estável (+0,08%). Magazine Luiza, Suzano e B3 lideraram os ganhos, ao mesmo tempo que Vale e Petro recuaram, restringindo a alta do índice. 
 
O Ibovespa encerrou em 103.855 pts (+0,08%), acumulando alta de 2,86% em julho, 18,17% no ano e de 32,93% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 23,4 bilhões, sendo R$ 23,1 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 15 de julho (último dado disponível), houve retirada líquida de capital estrangeiro em R$ 102,7 milhões da Bolsa. No mês de julho e no ano, os saldos estão negativos em R$ 947,4 milhões e R$ 4,8 bilhões, respectivamente.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar interrompeu dois avanços seguidos na semana, fechando com leve recuo. No exterior, a divisa apresentou comportamento misto, com enfraquecimento marginal frente as principais moedas.
 
O dólar comercial (interbancário) fechou cotado a R$ 3,7600 (-0,27%), acumulando -2,08% em julho, -2,97% no ano e -2,21% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil apresentou leve alta, de 128 pontos da véspera para 130 pontos.
 
Juros.
 
O mercado de juros seguiu com menor liquidez nesta quarta-feira. A curva esboçou alta pela manhã, mas a maior parte dos contratos encerrou a sessão regular praticamente estável.
 
Em relação à sessão anterior, assim findaram: DI janeiro/2021 em 5,58%, de 5,56%; DI janeiro/2023 em 6,38%, de 6,37%; DI janeiro/2025 em 6,96%, de 6,96%.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IPC (Fipe), da cidade de São Paulo, desacelerou de 0,17% para 0,10% na 2ª quadrissemana de julho – abaixo do consenso de 0,21%. Os grupos Alimentação e Transportes puxaram o abrandamento do índice.
 
Na zona do euro, o IPC de junho avançou a 1,3% na comparação anual, ligeiramente acima do consenso de 1,2%. Já o núcleo da inflação ao consumidor subiu 1,1% na base anual, mesma leitura do mês anterior e em linha com a projeção do mercado.
 
Para a semana.
 
Brasil: Arrecadação de impostos, Caged e Confiança da indústria (CNI);
 
EUA: Confiança do consumidor – Univ. Michigan;
 
Japão: IPC.
 
Confira no anexo a integra do relatório de análise do comportamento o mercado na 5ª feira, 17.072019, elaborado por RICARDO VIEITES, CNPI, integrante do BB INVESTIMENTOS
 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RICARDO VIEITES, CNPI, integrante do BB INVESTIMENTOS





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O  MERCADO, 16.01: IBOVESPA sobe 0,25% a 116.704 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,190 16/01/2020
O MERCADO, 16.01: IBOVESPA sobe 0,25% a 116.704 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,190
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.01 Avalie se convém Investir 14/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.01 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 13.01: IBOVESPA sobe 1,58% a 117.325 pTS. DÓLAR subiu a a R$ 4,141 13/01/2020
O MERCADO, 13.01: IBOVESPA sobe 1,58% a 117.325 pTS. DÓLAR subiu a a R$ 4,141
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 10.01.2020. Avalie se convém Investir 11/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 10.01.2020. Avalie se convém Investir
 
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RETORNOS em 10.01 11/01/2020
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RETORNOS em 10.01
 
ALIMENTOS & BEBIDAS - Relatório de Análise - Dezembro/2020 09/01/2020
ALIMENTOS & BEBIDAS - Relatório de Análise - Dezembro/2020
 
FUNDOS IMOBILIÁRIOS - Carteira em Janeiro/2020 - Relatório de Análise 09/01/2020
FUNDOS IMOBILIÁRIOS - Carteira em Janeiro/2020 - Relatório de Análise
 
O MERCADO, 09.01: Dados Decepcionantes da Produção Industrial derrubam Mercado. 09/01/2020
O MERCADO, 09.01: Dados Decepcionantes da Produção Industrial derrubam Mercado.
 
JOHNSON - Premier Britânico defende Acordo Nuclear com o IRÃ de 2015 08/01/2020
JOHNSON - Premier Britânico defende Acordo Nuclear com o IRÃ de 2015
 
O MERCADO, 07.01: IBOVESPA cai 0,18% a 116.661 pts, DÓLAR estável em R$ 4,064 07/01/2020
O MERCADO, 07.01: IBOVESPA cai 0,18% a 116.661 pts, DÓLAR estável em R$ 4,064
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites