Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sábado, Dia 21 de Dezembro de 2019 as 01:12:50



TESOURO DIRETO têm melhor novembro da história



Vendas do Tesouro Direto têm melhor novembro da história
 
Pessoas físicas compraram R$ 1,865 bilhão em títulos públicos
 
A venda de títulos públicos a pessoas físicas somou R$ 1,865 bilhão em novembro, informou  o Tesouro Nacional nesta 6ª feira, 20.12. O valor vendido por meio do programa Tesouro Direto é o melhor da história para o mês, superando o recorde anterior, de R$ 1,840 bilhão em novembro de 2016.
 
O número de investidores ativos somou 1.172.771. Apenas no mês passado, 1.355 participantes passaram a investir em títulos públicos. O número de investidores cadastrados – ativos e não ativos – totalizou 5.431.958 pessoas.
 
No mês passado, os títulos mais vendidos foram vinculados à inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Esses papéis concentraram 43,2% das vendas em novembro. Em segundo lugar, vieram os papéis corrigidos pela taxa Selic (juros básicos da economia), que responderam por 40% das vendas.
 
Em terceiro, ficaram os títulos prefixados (com juros definidos antecipadamente), que responderam por 16,8% das vendas. Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 1 mil concentraram 66,6% do volume aplicado no mês
 
Com o resultado de novembro, o estoque de títulos públicos aplicados no Tesouro Direto teve leve queda de 0,02% em relação a outubro, alcançando R$ 59,2 bilhões. Isso ocorreu porque, no mês passado, o Tesouro resgatou R$ 2,337 bilhões. A variação do estoque representa a diferença entre as vendas e os resgates, mais o reconhecimento dos juros que incidem sobre os títulos.
 
O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só tem de pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos. Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.
 
A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente no caso dos papéis prefixados.


Fonte: AGENCIA BRASIL

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.02, 2ª feira. Avalie se convém investir 17/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.02, 2ª feira. Avalie se convém investir
 
ALIMENTOS & BEBIDAS - Resultado no 4º trimestre/2019: Números fortes para Carne 17/02/2020
ALIMENTOS & BEBIDAS - Resultado no 4º trimestre/2019: Números fortes para Carne
 
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro 17/02/2020
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro
 
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas 17/02/2020
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas
 
JHSF Resultados no 4º trimestre /2020: Números Positivos 17/02/2020
JHSF Resultados no 4º trimestre /2020: Números Positivos
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir 15/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300 14/02/2020
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300
 
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC 14/02/2020
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC
 
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020 14/02/2020
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020
 
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures, CRA e CRI - Ótica RETORNO em 14.02.2020 14/02/2020
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures, CRA e CRI - Ótica RETORNO em 14.02.2020
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites