Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

Quinta-Feira, Dia 08 de Fevereiro de 2018 as 21:22:24



DÓLAR fecha no maior valor desde dezembro com turbulências nos EUA



Dólar fecha no maior valor desde dezembro com turbulências nos EUA
 
 
Em um novo dia de turbulência no mercado financeiro internacional, a bolsa caiu e a moeda norte-americana dólar fechou no maior valor desde o fim do ano passado.
 
O dólar comercial encerrou esta 5ª feira, 08.02, vendido a R$ 3,281, com alta de 0,12%. A cotação está no nível mais alto desde 28 de dezembro (R$ 3,314).
 
Ao longo do dia, o dólar chegou a ultrapassar a barreira de R$ 3,30, mas desacelerou depois das 16h, até fechar próximo da estabilidade. Essa foi a segunda alta seguida da divisa.
 
No mercado de ações, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com queda de 1,49%, aos 81.532 pontos. Nos últimos dois dias, o indicador acumula queda de 2,8%. Em 26 de janeiro, a bolsa tinha chegado ao nível recorde de 85.531 pontos.
 
A 5ª feira foi marcada por tensões na bolsa de valores de Nova York. O índice Dow Jones fechou o dia com queda de 4,15%. O recuo não foi superior ao de segunda-feira (5), quando o indicador caiu 4,6%, a maior retração diária em termos percentuais desde 2011.
 
Desde a semana passada, os mercados financeiros de todo o mundo atravessam momentos de turbulência por causa de dados recentes da economia norte-americana. Apesar de as estatísticas recentes mostrarem que a criação de emprego superou as expectativas, o receio de que o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, aumente os juros básicos da maior economia mundial de forma mais agressiva que o esperado provocou tensões em escala global.
 
Juros mais altos nos EUA estimulam que os investidores vendam ações na bolsa de valores e comprem títulos do Tesouro norte-americano, considerado os papéis mais seguros do planeta. Da mesma forma, propiciam a fuga de capitais de países emergentes, como o Brasil, para cobrir prejuízos em mercados de economias avançadas.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
PETROBRAS lucra R$ 10 BI no 2º trimestre/2018 03/08/2018
PETROBRAS lucra R$ 10 BI no 2º trimestre/2018
 
CÂMBIO Dólar fecha em R$ 3,70 Queda de 4,39% na semana 03/08/2018
CÂMBIO Dólar fecha em R$ 3,70 Queda de 4,39% na semana
 
PRE SAL Edital do leilão amplia para 36 meses o Prazo de Produção 02/08/2018
PRE SAL Edital do leilão amplia para 36 meses o Prazo de Produção
 
DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL- Juros da Dívida custaram R$ 462 bilhões em 2017 01/08/2018
DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL- Juros da Dívida custaram R$ 462 bilhões em 2017
 
CONTAS PÚBLICAS - Déficit Primário de R$ 13,5 BI em junho 31/07/2018
CONTAS PÚBLICAS - Déficit Primário de R$ 13,5 BI em junho
 
FLIP gerou R$ 47 milhões em impacto econômico ao País 31/07/2018
FLIP gerou R$ 47 milhões em impacto econômico ao País
 
CÂMBIO Dólar em alta de 0,33% encerra 2ª feira em R$ 3,73 31/07/2018
CÂMBIO Dólar em alta de 0,33% encerra 2ª feira em R$ 3,73
 
INDUSTRIA DA PESCA  Produção de peixes no Brasil cresce 8% em 2017 31/07/2018
INDUSTRIA DA PESCA Produção de peixes no Brasil cresce 8% em 2017
 
ELEIÇÕES & CENÁRIO EXTERNO, Fatores de Incerteza na Economia, revela FGV 31/07/2018
ELEIÇÕES & CENÁRIO EXTERNO, Fatores de Incerteza na Economia, revela FGV
 
BOLETIM FOCUS Mercado prevê manutenção da SELIC e PIB a 1,5% em 2018 31/07/2018
BOLETIM FOCUS Mercado prevê manutenção da SELIC e PIB a 1,5% em 2018
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009