Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Sábado, Dia 21 de Setembro de 2019 as 16:09:33



Manifestantes em mais de 150 países defendem o meio ambiente



 
Manifestantes em mais de 150 países estão nas ruas em defesa do meio ambiente. Os protestos ocorrem às vésperas da Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontecerá na próxima 2ª feira, 23.09, em Nova York.
 
A campanha mobiliza milhões de crianças, jovens e adultos, numa tentativa de chamar a atenção dos políticos, instituições e grandes empresas a tratarem o assunto com mais seriedade e medidas drásticas.
 
Capitais como Paris, Berlim, Bruxelas, Washington, Cidade do México, Santiago do Chile, Madri, Nova Delhi, Bangkok, Dublin, entre outras, já registram atos.
 
No Reino Unido, milhares de pessoas protestam em Glasgow, Manchester e Londres. Na Austrália, mais de 300 mil pessoas foram às ruas em mais de 100 cidades.
 
No Brasil, há atos marcados em mais de 40 cidades, incluindo Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo.
 
Nos EUA há mais de 800 atos marcados para hoje em diversas cidades. Estima-se que Nova York deve reunir mais de 1 milhão de manifestantes.
 
Na Alemanha, mais de 500 manifestações foram marcadas em cidades como Berlim e Hamburgo.
 
O grande nome desse movimento é Greta Thunberg, uma ativista ambiental sueca de 16 anos que, no ano passado, começou a faltar as aulas nas sextas-feiras para protestar, pacificamente, diante do Parlamento sueco, por mais ação em relação às mudanças climáticas. A iniciativa recebeu o nome de Fridays for Future (sextas-feiras pelo futuro, em tradução livre).
 
Thunberg foi convidada pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, para participar da cúpula da ONU. Ela pediu aos chefes de governo que não apresentem discursos, mas proponham ações para o que chama de emergência climática.
 
As manifestações devem culminar com um gigantesco ato, em Nova York, onde está Greta Thunberg. A cidade liberou 1,1 milhão de alunos das escolas públicas, para que possam comparecer às ruas, com consentimento dos pais.
 
Justiça ambiental, agricultura sustentável, proteção e recuperação da natureza e preservação de terras indígenas são algumas das bandeiras defendidas pelos manifestantes.
 
A greve climática mundial começou nas ilhas Salomão, no oceano Pacífico, algumas das nações mais ameaçadas pelo aumento do nível do mar. Manifestações estão previstas para acontecer em todos os continentes.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
04/12/2013
RODADA DE DOHA - Conferência de Bali inicia, mas antigo impasse continua
 
04/12/2013
CHINA x JAPÃO - "Vai lá Joe, acalma aquela turma ... "
 
03/12/2013
TENSÃO NA ÁSIA - Joe Biden inicia viagem ao Japão e Coreia do Sul
 
03/12/2013
BIS - Tombini passa a integrar conselho diretor do Banco de Compensações Internacionais
 
02/12/2013
SÍRIA - EUA destruirão em alto mar as armas químicas mais perigosas
 
29/11/2013
IRÃ iniciará suspensão de atividade nucleares em fins de dezembro
 
29/11/2013
CHINA x JAPÃO - 2 caças chineses versus 10 do Japão pontuam domínio sobre área do Mar da China
 
28/11/2013
JERÔNIMO MARTINS - Grupo português expande-se na Colombia
 
27/11/2013
ESPIONAGEM ELETRÔNICA - Comissão da ONU aprova proposta que estabelece limites
 
25/11/2013
EUA & RUSSIA - Diplomacia discute crise Síria, hoje em Genebra
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites