Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

18 de Maio de 2018 as 03:05:24



MINISTRO DA DEFESA - Documento da CIA é para historiadores e para Justiça



Ministro da Defesa diz que documento da CIA é assunto para historiador
 
Segundo o general, o tema se esgotou do ponto de vista militar
 
 
O ministro da Defesa, general Silva e Luna, disse na 5ª feira, 17.05, que o documento do governo dos EUA, divulgado na semana passada, a respeito da ditadura militar brasileira durante a gestão de Ernesto Geisel é um assunto encerrado do ponto de vista dos militares, e agora é uma atividade para historiadores.
 
“Para o Ministério da Defesa, esse tema se esgota na Lei da Anistia. A partir daí, é uma atividade para historiadores e, se houver demanda, para a Justiça. Com a Lei da Anistia, do ponto de vista militar, esse assunto fica encerrado”,
 
disse o ministro após evento no Palácio do Planalto.
 
Um memorando de 11 de abril de 1974, assinado pelo então diretor da CIA (serviço de inteligência dos EUA) Willian Colby e endereçado ao então secretário de Estado Henry Kissinger, mostra que o ex-presidente Geisel (1974-1979) autorizou que o Centro de Inteligência do Exército (CIE) continuasse a política de execuções sumárias de opositores. Conforme o documento, o ex-presidente determinou que as execuções se limitassem aos mais “perigosos subversivos”.
 
A Lei da Anistia, editada em 1979, garante o perdão a todos os crimes cometidos durante a ditadura militar, tanto pela oposição política ao regime quanto pelos agentes do Estado responsáveis por crimes como tortura, desaparecimentos forçados e execuções sumárias de opositores do regime. Em 2010, o Supremo Tribunal Federal (STF), ao ser questionado por uma ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), confirmou a constitucionalidade da lei. 
 
No último domingo (13), o chanceler Aloysio Nunes instruiu a embaixada brasileira a solicitar ao governo dos Estados Unidos a liberação completa dos documentos, após o Instituto Vladimir Herzog ter enviado uma carta na ao Itamaraty pedindo que o Brasil fizesse a solicitação. O Ministério das Relações Exteriores informou que aguarda posicionamento ao pedido.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de Capa da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
11/07/2013
DIA NACIONAL DE LUTA - Justiça Federal proibe interrupção do tráfego nas rodovias
 
10/07/2013
SENADO rejeita PEC da mudança nas regras para suplência de senadores
 
09/07/2013
JUIZ LALAU - União repatria US$ 4,7 milhões roubados
 
09/07/2013
PLEBISCITO - Governo Federal não desistiu da ideia
 
09/07/2013
COMUNICAÇÕES - Mecanismos mais fortes de proteção da privacidade
 
08/07/2013
CASO SNOWDEN - SindiTelebrasil descarta categoricamente apoio à espionagem
 
08/07/2013
DILMA - A estratégia é levar saúde para o interior desatendido do Brasil
 
08/07/2013
CASO SNOWDEN - Congresso Nacional discutirá denuncias de espionagem dos EUA
 
08/07/2013
CASO SNOWDEN - ANATEL investigará espionagem com ajuda da Política Federal
 
06/07/2013
REFORMA MINISTERIAL - Dilma nega reforma
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009