Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

06 de Fevereiro de 2018 as 20:16:53



Boletim FOCUS de 05.02.2018: Recomposição do PIB para 2018



Boletim FOCUS de 05.02.2018
 
Recomposição do PIB para 2018, mas, em compasso de espera
 
 
No relatório semanal Focus do Banco Central, as projeções de mercado desta semana não indicaram nenhuma alteração significante de expectativas. Tão somente, o restabelecimento do PIB para 2018, que havia, pontualmente, cedido levemente na semana passada – sem motivo aparente.
 
Assim, os agentes estão aguardando os dados econômicos domésticos para encorpar suas análises e discernir sobre as reavaliações das trajetórias esperadas dos indicadores brasileiros, bem como, concomitantemente, reprecificando-os.
 
Nesta semana, o Banco Central deverá diminuir a taxa básica de juros em 25 pontos-base, para 6,75% - igualando-a a TLP - que também é o consenso de mercado. Dependendo dos dados até a reunião subsequente, em 21 de março próximo, poderá ocorrer nova redução.  
 
Os indicadores domésticos divulgados na semana anterior, só reforçam que a retomada da economia brasileira prossegue consistente. A taxa de desemprego, medida pela média móvel trimestral da PNAD (IBGE), depois de ter atingido 13,7% no trimestre até março de 2017, encerrou o quarto trimestre do ano passado em 11,8%, versus 12,0% no trimestre até novembro e de 12,0% no 4T16, bem como veio melhor do que o consenso de 11,9%.
 
Já a produção industrial apresentou elevação de +2,8% em dezembro ante novembro, na maior variação mensal desde junho de 2013 (+3,5%). Também, avançou +4,3% em relação a dezembro de 2016, perfazendo o oitavo mês seguido positivo nesta base de comparação (ano contra ano). O indicador fechou com ascensão de +2,5% em 2017, denotando o melhor resultado desde 2010, após ter variado -6,4% em 2016, -8,3% em 2015 e -3,0% em 2014. 
 
No exterior, nos EUA, o núcleo do PCE (personal consumption expenditure), que é monitorado pelo Fed para decisão de política monetária e cujo alvo estabelecido é 2%, se manteve inalterado em 1,5% em dezembro de 2017, comparado com dezembro de 2016.
 
Já a criação de vagas na economia norte americana (payroll) foi de 200 mil postos de trabalho em janeiro, ante 160 mil em dezembro (dado revisto de 148 mil), vindo acima do consenso de 181 mil.
 
taxa de desemprego dos EUA manteve-se em 4,1% em janeiro, idem dezembro – em linha com o mercado. A média de ganhos por hora variou +0,3% em janeiro, frente a +0,4% (revisado de +0,3%) em dezembro – acima do consenso de +0,2%. Na comparação anual, o índice avançou +2,9% em janeiro, ante 2,7% na leitura anterior – também acima da projeção de +2,6%. 
  
 
Inflação.
 
O IPCA cedeu ligeiramente para 3,94% para 2018, de 3,95% antes, e se manteve em 4,25% para 2019 – ambos dentro ma meta de até 4,25%. Mais uma vez, a inflação pelo IPCA em janeiro não deverá ficar distante da taxa de dezembro de 2017, que foi de +0,44%.
 
 
Taxa Selic.
 
Para 2018, estacionada pela sexta semana em 6,75%, e permaneceu em 8,00% para 2019, pela terceira semana. Monitorar o comunicado do Bacen nesta semana.
 
 
Câmbio.
 
O dólar comercial fechou a R$ 3,2160 (+2,49% na semana, +0,78% no mês e +3,11% em 12 meses). O CDS Brasil 5 anos subiu a 151 pts, ante 143 pts anterior.
 
 
PIB.
 
O crescimento para 2018 retornou a 2,70%, após ter cedido, de modo efêmero, a 2,6% na semana anterior. Para 2019, ficou inalterado em 3,00%.
 
 
Síntese
 
O IPCA baixou a 3,94% para 2018 e perseverou em 4,25% (43 semanas) para 2019.
A taxa Selic continuou em 6,75% para 2018 e em 8,00% para 2019.
O dólar prosseguiu em R$ 3,30 para 2018 e em R$ 3,40 para 2019.
O PIB subiu a 2,70% (2,66% antes) para 2018 e sustentou em 3,00% para 2019.
O CDS (Credit Default Swap) do Brasil de 5 anos (CBIN) subiu a 151 pontos (2/fev), frente a 143 pontos (26/jan) da semana anterior.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do Boletim FOCUS do Banco Central,  preparado por HAMILTON MOREIRA ALVES e WESLEY BERNABÉ, ambos do BB Investimentos

05.02.2018


Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES e WESLEY BERNABÉ, ambos do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
ENERGIA EÓLICA - Brasil é o oitavo país do mundo em produção 15/02/2018
ENERGIA EÓLICA - Brasil é o oitavo país do mundo em produção
 
RECEITA FEDERAL - R$ 205 BI captados em Autuações em 2017 15/02/2018
RECEITA FEDERAL - R$ 205 BI captados em Autuações em 2017
 
RECEITA FEDERAL paga hoje R$ 210 MI para 102.361 contribuintes referentes ao IR 2008 a 2017 15/02/2018
RECEITA FEDERAL paga hoje R$ 210 MI para 102.361 contribuintes referentes ao IR 2008 a 2017
 
COPOM reduz SELIC a 6,75% ano 07/02/2018
COPOM reduz SELIC a 6,75% ano
 
SELIC - Inflação no Brasil e piora no cenário internacional interrompe corte na Selic 15/02/2018
SELIC - Inflação no Brasil e piora no cenário internacional interrompe corte na Selic
 
INDÚSTRIA precisa dar Salto Tecnológico, defende a CNI 06/02/2018
INDÚSTRIA precisa dar Salto Tecnológico, defende a CNI
 
CNI quer políticas e recursos públicos para implantar programa de modernização 10/02/2018
CNI quer políticas e recursos públicos para implantar programa de modernização
 
DÓLAR fecha a R$ 3,30 em novo dia de turbulências no mercado externo 09/02/2018
DÓLAR fecha a R$ 3,30 em novo dia de turbulências no mercado externo
 
ELETROBRAS  assume Dívida de R$ 20 BI de 6 Distribuidoras para viabilizar Privatização 09/02/2018
ELETROBRAS assume Dívida de R$ 20 BI de 6 Distribuidoras para viabilizar Privatização
 
DÓLAR fecha no maior valor desde dezembro com turbulências nos EUA 08/02/2018
DÓLAR fecha no maior valor desde dezembro com turbulências nos EUA
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009