Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

16 de Maio de 2021 as 18:05:15



VACINA SINOPHARM - Aprovação pela OMS é uma Grande Vitória



Aprovação da OMS em Sinopharm é uma grande vitória para a unidade global
 
Por  Adhere Cavince (*)
para China Daily Global
 
A Organização Mundial da Saúde concedeu aprovação de uso emergencial para a vacina chinesa Sinopharm, abrindo caminho para um papel mais pronunciado por Pequim na vacinação do mundo contra o COVID-19.
 
A aprovação faz da China o único país não-ocidental a ter recebido apoio da OMS para suas vacinas, o que afirma sua qualidade, segurança, eficácia e acessibilidade
 
Como o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou, a aprovação amplia a lista de vacinas COVID-19 que podem ser adquiridas pelo  COVAX, mecanismo criado para reunir o esforço global de vacinas e garantir uma distribuição mais justa.
 
A aprovação também dá aos países a confiança para agilizar sua própria aprovação regulatória, e importar e administrar a vacina Sinopharm. Isso é significativo, uma vez que a China é uma forte apoiadora do COVAX e já se comprometeu a compartilhar, como um bem público global, suas vacinas com países em desenvolvimento.
 
A aprovação da primeira vacina chinesa pela OMS é particularmente significativa para os países africanos, que atualmente enfrentam obstáculos para obter acesso às vacinas produzidas pelo Ocidente. O continente  africano tem confiado fortemente na vacina Oxford-AstraZeneca produzida pela Índia, que é responsável por mais de 90% das doses já fornecidas ao continente. Países como o Quênia receberam o primeiro carregamento da vacina para vacinar seus grupos mais vulneráveis. Desde então, a Índia suspendeu a exportação da mercadoria enquanto corre para salvar seu próprio povo do vírus.
 
John Nkengasong, diretor dos Centros africanos de Controle e Prevenção de Doenças, alertou que a situação pandêmica da Índia poderia facilmente acontecer na África se o continente não recebesse a quantidade necessária de vacinas. Apenas 1,5% da população africana foi vacinada até agora com uma primeira dose, em comparação com 35% na Europa e 52% na América do Norte, de acordo com o Our World in Data, um projeto do Global Change Data Lab, uma organização sem fins lucrativos sediada no Reino Unido.
 
Com 42 dos 54 países africanos confiando no COVAX como principal fonte de vacinas, a aprovação da vacina Sinopharm agora abre caminho para a China fornecer as 10 milhões de doses prometidas aos países em desenvolvimento através do COVAX. Há também espaço para compras adicionais bilateralmente e através de vias multilaterais, como a força-tarefa de vacinas da União Africana.
 
Como acontece com outras vacinas chinesas, a facilidade de armazenamento da vacina Sinopharm torna-a uma mercadoria ideal para economias de baixos recursos - uma enorme vantagem em comparação com as vacinas produzidas pelo Ocidente que requerem instalações de refrigeração complexas, que são difíceis de encontrar em muitas partes da África.
 
Ao lado das notícias da aprovação da vacina Sinopharm, o Egito anunciou que fabricará localmente 2 milhões de doses da vacina chinesa Sinovac e aumentará a produção para 40 milhões de doses no primeiro ano. Por meio dessas parcerias estratégicas, a África pode encurtar a espera pela fabricação local de vacinas e melhorar as perspectivas de uma resposta mais sustentada à pandemia.
 
Apesar de sua própria necessidade doméstica de vacinas, a China tem demonstrado grande amidade com outros países ao redor do mundo no enfrentamento da pandemia. Pequim doou vacinas a mais de 80 países da África, Ásia, América Latina e Europa. Na África, países como Argélia, Marrocos, Tunísia, Egito, Senegal, Guiné, Serra Leoa, Guiné Equatorial, Gabão, República do Congo, Namíbia, Zimbábue e Moçambique receberam doações de vacinas da China.
 
Mesmo que o COVAX cumprisse de forma ideal sua promessa de cobrir 20% da população do país beneficiário, isso não seria suficiente para aumentar a imunidade de rebanho. Para compensar a diferença, os países africanos terão que comprar mais 1 bilhão de doses para cobrir 60% da população.
 
A adição de vacinas chinesas aos estoques' da OMS significa que os países em desenvolvimento agora têm mais opções que receberam a marca da qualidade do cão de guarda mundial da saúde.
 
As vacinas chinesas têm outra vantagem relacionada à segurança. Apesar dos temores e preocupações que levaram os governos ocidentais a interromper a administração de algumas vacinas produzidas pela Europa ou pelos EUA, tais preocupações não foram levantadas com os candidatos à vacina chinesa.
 
A China agora deve estar pronta para aumentar a produção do Sinopharm, bem como outras vacinas para atender à demanda, que com certeza vai acelerar.
 
(*) O autor, Adhere Cavince, é um estudioso de 
relações internacionais com foco em
relações África-China
 


Fonte: CHINA DAILY. Tradução e Copidescagem da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
ISRAEL celebra: NAFTAI BENNET eleito 1º Ministro. BIBI caiu. 13/06/2021
ISRAEL celebra: NAFTAI BENNET eleito 1º Ministro. BIBI caiu.
 
HIPOCRISIA - G7 exige Ação da Rússia Contra Crimes Cibernéticos 13/06/2021
HIPOCRISIA - G7 exige Ação da Rússia Contra Crimes Cibernéticos
 
G7 pretende criar Plano Concorrente à Nova Rota da China 13/06/2021
G7 pretende criar Plano Concorrente à Nova Rota da China
 
ISRAEL - NETANYAHU pode cair neste domingo 13/06/2021
ISRAEL - NETANYAHU pode cair neste domingo
 
BELGICA inicia Emissão de CERTIFICADO DIGITAL da COVID-19 12/06/2021
BELGICA inicia Emissão de CERTIFICADO DIGITAL da COVID-19
 
CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU - Brasil ocupará Assento Não-Permanente 12/06/2021
CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU - Brasil ocupará Assento Não-Permanente
 
PERU - Candidato da Esquerda à frente nas Eleições Presidenciais 07/06/2021
PERU - Candidato da Esquerda à frente nas Eleições Presidenciais
 
PETRÓLEO & GÁS Ambientalistas Defendem Nacionalização das Petroleiras 07/06/2021
PETRÓLEO & GÁS Ambientalistas Defendem Nacionalização das Petroleiras
 
TRATADO CÉUS ABERTOS - Rússia deixa Tratado 7 meses após os EUA 07/06/2021
TRATADO CÉUS ABERTOS - Rússia deixa Tratado 7 meses após os EUA
 
06/06/2021
"FRAUDE ELEITORAL", Netanyahu Classifica a Coalizão Parlamentar para Derrubá-lo do Cargo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites