Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

08 de Setembro de 2021 as 19:09:56



"STF não aceitará ameaças à sua independência ou intimidações ao exercício de suas funções", adverte Fux


Ministro Luis Fux, presidente do STF
 
Segundo o presidente do STF, desprezo às decisões judiciais pelo chefe de qualquer um dos Poderes configura crime de responsabilidade,
a ser analisado pelo Congresso Nacional.
 
Em pronunciamento nesta 4ª feira, 08.09, na abertura da sessão plenária, o presidente do STF Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, rebateu discursos do presidente da República, Jair Bolsonaro, realizados em Brasília e São Paulo, no feriado da Independência do Brasil.
 
“Ofender a honra dos ministros e incitar a população a propagar discursos de ódio contra o Supremo são práticas antidemocráticas e ilícitas”,
 
disse o ministro.
 
Crime de responsabilidade
 
A respeito da afirmação de Bolsonaro de que não mais cumprirá decisões do STF, Fux lembrou que o desprezo às decisões judiciais pelo chefe de qualquer dos Poderes, além de representar atentado à democracia, configura crime de responsabilidade, a ser analisado pelo Congresso Nacional.
 
O presidente do STF afirmou que a Corte jamais aceitará ameaças à sua independência nem intimidações ao exercício regular de suas funções e não tolerará ameaças à autoridade de suas decisões.
 
“Ninguém fechará esta Corte. Nós a manteremos de pé, com suor e perseverança. No exercício de seu papel, o Supremo Tribunal Federal não se cansará de pregar fidelidade à Constituição”.
 
Falsos profetas
 
Fux convocou os cidadãos para que fiquem atentos a “falsos profetas do patriotismo”, que ignoram que democracias verdadeiras não admitem que se coloque o povo contra o povo ou o povo contra as suas próprias instituições.
 
“Povo brasileiro, não caia na tentação das narrativas fáceis e messiânicas, que criam falsos inimigos da nação. O verdadeiro patriota não fecha os olhos para os problemas reais e urgentes do Brasil”,
 
afirmou.
 
Liberdades
 
O presidente assinalou que o Supremo esteve atento à forma e ao conteúdo dos atos realizados nas manifestações, especialmente cartazes e palavras de ordem com duras críticas à Corte e aos seus membros. Segundo eles, os movimentos não registraram incidentes graves, e os participantes exerceram as suas liberdades de reunião e de expressão – direitos fundamentais ostensivamente protegidos pelo STF.
 
Nesse contexto, destacou que em toda a sua trajetória nesses 130 anos de vida republicana, o Supremo jamais se negou – e jamais se negará – ao aprimoramento institucional em favor do Brasil.
 
“No entanto a crítica institucional não deve se confundir com narrativas de descredibilização do Supremo Tribunal e de seus membros, tal como vêm sendo gravemente difundidas pelo chefe da Nação”,
 
ressaltou.
 
Forças de segurança
 
O ministro enalteceu a atuação das forças de segurança do país, em especial as Polícias Militares e a Polícia Federal, na preservação da ordem e da incolumidade do patrimônio público, com integral respeito à dignidade dos manifestantes.
 
Problemas reais
 
Em nome dos ministros e das ministras da Corte, Fux conclamou os líderes do país a se dedicarem aos problemas reais que assolam o povo: a pandemia, que ainda não acabou e já levou 580 mil vidas brasileiras; o desemprego, que conduz o cidadão ao limite da sobrevivência biológica; a inflação, que corrói a renda dos mais pobres; e a crise hídrica, que ameaça a nossa retomada econômica.
 
Leia AQUI a íntegra do pronunciamento do ministro Luiz Fux.
 
FONTE: STF.JUS.BR


Fonte: STF.JUS.BR





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
EDUCAÇÃO - Senado aprova em 1º turno PEC que Desobriga Gasto Mínimo 16/09/2021
EDUCAÇÃO - Senado aprova em 1º turno PEC que Desobriga Gasto Mínimo
 
CPI DA COVID convoca para depor a Ex-Mulher de B-17 16/09/2021
CPI DA COVID convoca para depor a Ex-Mulher de B-17
 
PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS - Entenda o Projeto aprovado pela Câmara, enviado ao Senado 15/09/2021
PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS - Entenda o Projeto aprovado pela Câmara, enviado ao Senado
 
ROSA WEBER - Ministra do STF suspende MP que altera o Marco Civil da Internet 14/09/2021
ROSA WEBER - Ministra do STF suspende MP que altera o Marco Civil da Internet
 
CARMEN LÚCIA - Ministra do STF suspende MP que altera o Marco Civil da Internet 14/09/0021
CARMEN LÚCIA - Ministra do STF suspende MP que altera o Marco Civil da Internet
 
SENADO devolve ao PLANALTO a MP que dificulta Exclusão de Conteúdos de Redes Sociais 14/09/2021
SENADO devolve ao PLANALTO a MP que dificulta Exclusão de Conteúdos de Redes Sociais
 
MOTOCICLETAS - Produção cresce 30% em agosto 14/09/2021
MOTOCICLETAS - Produção cresce 30% em agosto
 
ENERGIA NUCLEAR - Governo cria Nova Estatal de Energia Nuclear 13/09/2021
ENERGIA NUCLEAR - Governo cria Nova Estatal de Energia Nuclear
 
CARTA DE BOLSONARO - 10/09/2021
CARTA DE BOLSONARO - "Conversei com o Temer, Colaborou na Nota, Publicamos"
 
NOVO CÓDIGO ELEITORAL - Câmara aprova texto-base 10/09/2021
NOVO CÓDIGO ELEITORAL - Câmara aprova texto-base
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites