Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

Sexta-Feira, Dia 24 de Janeiro de 2020 as 23:11:50



O MERCADO, 23.01: IBOVESPA subiu 0,96% a 119.527 pts. DÓLAR caiu a R$ 4,165



Diário do Mercado na 5ª feira, 23.01.2020
 
Ibovespa tem novo recorde com percepção de melhor cenário
 
Comentário.
 
O índice doméstico e os principais índices acionários mundiais principiaram em baixa, com o aumento do temor em relação ao “coronavírus”, que começou na China e já chegou agora a nove países.
 
Entretanto, na parte da tarde, prevaleceu a postura da OMS (Organização Mundial de Saúde) - que já havia citado antes que não havia motivo ainda para declarar emergência de saúde pública. Assim, as bolsas de Nova York foram gradualmente reagindo e ajudaram a melhorar a performance do índice brasileiro.
 
Internamente, repercutiu de modo propício para os investidores tanto as declarações em Davos (Suíça) do Ministro da Fazenda, Paulo Guedes, entre as quais o empenho pela reforma tributária, como do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que citou em entrevista que a pressão anterior da alta dos preços das carnes sobre a inflação se dissipará mais rápido. Neste panorama, o Ibovespa fechou em novo recorde de pontuação e com vistoso giro financeiro.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,1650 (-0,24%). Os juros futuros reduziram as altas na parte da tarde, em dia de realizações, exceto as taxas mais longas, que cederam.
 
Ibovespa.
 
O índice abriu em baixa, mas foi paulatinamente reagindo após o meio dia,. Do meio da tarde em diante firmou-se em campo positivo e avançou para novo recorde histórico de pontuação de fechamento. Destaque de alta no dia para as ações do setor de bancos.
 
O Ibovespa fechou aos 119.527 pts (+0,96%), acumulando +0,89% na semana, +3,36% no mês (e no ano) e +23,79% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 25,3 bilhões, sendo R$ 23,2 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 21 de janeiro (último dado disponível), ocorreu retirada líquida de capital estrangeiro de R$ 1,597 bilhão da Bovespa, com o saldo líquido negativo para subindo a -R$ 8,492 bilhões no mês (e no ano).
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), considerado como prévia para o IPCA fechado do mês, desacelerou para +0,71% em janeiro versus +1,05% em dezembro – praticamente em linha com o consenso de +0,70%.
 
Ponderadamente, o principal responsável pela redução foi o grupo alimentação e bebidas que cedeu para +1,83% em janeiro (+2,59% em dezembro), baixando -0,18 p.p. sua contribuição no índice geral (preço das carnes variou +17,71% em dezembro e cedeu para +4,83% em janeiro), para 0,45 p.p.; depois o grupo despesas pessoais, que recuou para +0,47% em janeiro (+1,74% em dezembro), diminuindo em -0,14 p.p. sua contribuição no índice geral, para 0,05 p.p. O indicador passou a acumular +4,34% em 12 meses.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) chegou a subir na abertura, mas logo cedeu e passou a oscilar com curtas variações já ao redor de seu valor de fechamento. O melhor humor doméstico dos investidores foi preponderante.
 
A divisa findou em R$ 4,1650 (-0,24%), acumulando +0,02% na semana, +3,81% no mês (e no ano) e +10,71% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos passou a 99 pts ante 98 pts ontem.
 
Juros.
 
Os juros futuros tiveram um dia de realizações das recentes baixas, mas atenuaram suas elevações na parte da tarde, com discursos bem recebidos de membros do governo, mas com recuo na ponta mais longa. Em relação ao pregão anterior, assim fecharam:
 
DI janeiro/2021 em 4,37% de 4,34%;
DI janeiro/2022 em 4,99% de 4,95%; 
DI janeiro/2023 em 5,57 de 5,54%; 
DI janeiro/2025 em 6,32% de 6,30%; 
DI janeiro/2027 em 6,71% de 6,70%.
 
Agenda.
 
Brasil: Confidência industrial CNI, FGV Confiança do Consumidor, Caged - Criação de empregos formais;
 
EUA: PMI manufatura;
 
zona do euro:  BCE – decisão de juros.
 
Alemanha, França, Reino Unido e zona do euro: PMI manufatura.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado preparada por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
MARKET UPDATE SEMANAL 12.09 a 18.09.2020: Prévia do PIB e COPOM 19/09/2020
MARKET UPDATE SEMANAL 12.09 a 18.09.2020: Prévia do PIB e COPOM
 
DESEMPREGO - Taxa de Desocupação cresceu, revela o IPEA 19/09/2020
DESEMPREGO - Taxa de Desocupação cresceu, revela o IPEA
 
COPOM mantém SELIC em 2,0% e interrompe movimento de redução da taxa 17/09/2020
COPOM mantém SELIC em 2,0% e interrompe movimento de redução da taxa
 
BANCO DO BRASIL oferece Promoções em Crédito, Cartões, Seguridade, Renegociação de Dívidas  16/09/2020
BANCO DO BRASIL oferece Promoções em Crédito, Cartões, Seguridade, Renegociação de Dívidas
 
CÂMBIO - Dólar caiu a menor nível desde julho: R$ 5,27 14/09/2020
CÂMBIO - Dólar caiu a menor nível desde julho: R$ 5,27
 
EXÉRCITO construirá 18,3 km dos 1.500 da Ferrovia Oeste-Leste. Bolsonaro fatura 12/09/2020
EXÉRCITO construirá 18,3 km dos 1.500 da Ferrovia Oeste-Leste. Bolsonaro fatura
 
PROCON-SP Fiscalizará Preços de Produtos da Cesta Básica 12/09/2020
PROCON-SP Fiscalizará Preços de Produtos da Cesta Básica
 
ETANOL - Governo aprova Importação de 187 milhões de litros dos EUA 12/09/2020
ETANOL - Governo aprova Importação de 187 milhões de litros dos EUA
 
ARROZ EM ALTA Governo diz ter tomado Medidas para Controlar Preço 11/09/2020
ARROZ EM ALTA Governo diz ter tomado Medidas para Controlar Preço
 
Brasil teve investimento líquido negativo entre 2016 e 2019, diz IPEA 08/09/2020
Brasil teve investimento líquido negativo entre 2016 e 2019, diz IPEA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites