Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

27 de Janeiro de 2020 as 22:21:04



O MERCADO, 27.01: IBOVESPA caiu 3,29% a 114.481 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,209



Diário do Mercado na 2ª feira, 27.01.2020
 
Ibovespa acompanha queda global com expansão do “coronavírus”
 
Comentário.
 
O índice brasileiro sucumbiu com firmeza à elevação global da aversão ao risco, que induziu quedas nos principais mercados acionários pelo mundo.
 
Em suma, os temores dos agentes se agravaram com notícias no dia que prosseguiu a disseminação do “coronavírus” da China para outros países e que a quantidade de casos se ampliou, inclusive em relação a óbitos. Também, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reviu sua avaliação desta doença para risco elevado, de antes visto como moderado.
 
Neste panorama,  a percepção dos investidores seguiu na direção de um menor crescimento global caso o “coronavírus” continue se propagando, levando a realizações globais nos mercados de risco e derrubando os preços das commodities pelo mundo.
 
O dólar se fortaleceu diante de moedas de países emergentes, com o real terminando cotado a R$ 4,2090 (+0,60%). Já nos juros futuros (DIs), a sua curva de estrutura a termo caiu como um todo, diante da interpretação do contágio de um cenário de possível desaceleração econômica mundial.
 
Ibovespa.
 
O índice já abriu com “gap de baixa”, e seguiu cedendo rapidamente para a casa dos 115.000 pts (-2,85%). Ademais, com firme volume financeiro, as perdas se acentuaram na hora final e o índice findou próximo de sua mínima do dia, com a maior baixa diária desde 27/03/2019 (-3,57%).
 
O Ibovespa fechou aos 114.481 pts (-3,29%), acumulando -1,01% no mês (e no ano) e +17,20% em 12 meses. O robusto preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 23,8 bilhões, sendo R$ 21,2 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 23 de janeiro (último dado disponível), ocorreu retirada líquida de capital estrangeiro de R$ 1,279 bilhão da Bovespa, com o saldo líquido negativo aumentando a -R$ 11,285 bilhões no mês.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o investimento direto no País foi de US$ 9,434 bilhões em dezembro, encerrando 2019 com ingresso de US$ 78,559 bilhões (estimado em 4,27% do PIB) versus entrada de US$ 78,163 bilhões em 2018.
 
O déficit em conta corrente foi de -US$ 5,691 bilhões em dezembro com o saldo negativo findando 2019 em -US$ 50,792 bilhões (estimado em 2,76% do PIB).  
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) iniciou ascendente e atingiu sua máxima, em US$ 4,2300 (+1,10%) na primeira hora da tarde. A partir daí, arrefeceu um pouco seu movimento altista. A elevação do risco global por conta do “coronavírus” foi o motivador no dia.
 
A divisa terminou cotada a R$ 4,2090 (+0,60%), acumulando +4,91% no mês (e no ano) e +11,86% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos subiu a 105 pts ante 101 pts da sexta-feira passada.
 
Juros.
 
Os juros futuros caíram e derrubaram como um todo a sua curva de estrutura a termo. As baixas mais proeminentes ocorreram nos vencimentos mais curtos e intermediários, perante a percepção dos agentes de possível menor crescimento mundial por conta do “coronavírus”. Em relação ao pregão anterior, assim fecharam:
 
DI janeiro/2021 em 4,32% de 4,35%;
DI janeiro/2022 em 4,92% de 4,99%;
DI janeiro/2023 em 5,51% de 5,56%;
DI janeiro/2025 em 6,27% de 6,30%;
DI janeiro/2027 em 6,66% de 6,68%.
 
Agenda.
 
Brasil: Balança comercial, Custos de construção/FGV, Dívida Federal, Taxa inadimplência emprést pessoais, IGP-M, Taxa desemprego,Resultados primário e nominal do setor público;
 
EUA: Pedidos de bens duráveis, Conf. Board Confiança consumidor, Balança comercial, Estoques no atacado, Estoques de varejo, FOMC – decisão de juros, PIB, Consumo pessoal, PCE - núcleo, Sentimento Univ de Mich,
 
Alemanha: IPC;
 
França: PIB, IPC;
 
Reino Unido: Juros - Boe (Bank of England);
 
Zona do euro: PIB;
 
Japão: IPC, taxa desemprego, Prod. industrial;
 
China: PMI Manufatura. 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 2ª feira, 27.01.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 10.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 10/08/2020
GUIA DE AÇÕES, 10.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 10.08: IBOVESPA sobe 0,65% a 103.444 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,464 10/08/2020
O MERCADO, 10.08: IBOVESPA sobe 0,65% a 103.444 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,464
 
MARKET UPDATE - Desemprego sobe, SELIC cai. Veja Aqui os Destaques da Semana 08/08/2020
MARKET UPDATE - Desemprego sobe, SELIC cai. Veja Aqui os Destaques da Semana
 
OUROFINO - Resultado Trimestral e Revisão de Preço-Meta de Ações em Bolsa 08/08/2020
OUROFINO - Resultado Trimestral e Revisão de Preço-Meta de Ações em Bolsa
 
TENDA - Resultado 2T20 e Revisão de Preço-Meta de Ações em Bolsa 08/08/2020
TENDA - Resultado 2T20 e Revisão de Preço-Meta de Ações em Bolsa
 
FUNDOS IMOBILIÁRIOS - Analise Comparativa dos Fundos BBPO11 E GTWR11 08/08/2020
FUNDOS IMOBILIÁRIOS - Analise Comparativa dos Fundos BBPO11 E GTWR11
 
GUIA DE AÇÕES, 07.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 07/08/2020
GUIA DE AÇÕES, 07.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 07.08: IBOVESPA cai 1,3% a 102.775 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,411 07/08/2020
O MERCADO, 07.08: IBOVESPA cai 1,3% a 102.775 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,411
 
O MERCADO, 06.08: IBOVESPA subiu 1,29% a 104.125 pts, DÓLAR subiu a R$ 5,342 06/08/2020
O MERCADO, 06.08: IBOVESPA subiu 1,29% a 104.125 pts, DÓLAR subiu a R$ 5,342
 
GUIA DE AÇÕES, 06.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 06/08/2020
GUIA DE AÇÕES, 06.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites