Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

28 de Maio de 2020 as 23:05:14



O MERCADO, 28.05: IBOVESPA cai 1,13% a 86.949 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,384



Diário do Mercado na 5ª feira, 28.05.2020
 
Ibovespa cai com receios de acirramento da guerra comercial
 
Comentário. 
 
O Ibovespa principiou denotando que teria um dia de correção – fato pontual e comum que tem ocorrido na atual tendência ascendente, que teve início no dia 18 deste mês.
 
Como na parte da tarde os índices acionários de Nova York permaneciam em alta, chegou a ensaiar uma reação, mas terminou sucumbindo na hora final acompanhando a reversão baixista das bolsas norte-americanas.
 
O grande originador do comportamento do mercado na última hora foi o aumento dos temores dos agentes em relação à guerra comercial entre EUA e China, que vinha sendo deixada um pouco de lado em favor do otimismo com a “reabertura” das economias que enfrentam o coronavírus, com o anúncio que o presidente norte-americano, Donald Trump, proferirá amanhã uma coletiva sobre a China.
 
Os investidores parecem supor que haverá agora algum tipo de retaliação dos EUA por conta da China ter imposto uma “lei de segurança nacional” em Hong Kong. Ou seja, ganhou força a percepção que as relações entre os dois países poderão se deteriorar no curto prazo.
 
O dólar comercial subiu, após seis sessões seguidas de baixas, findando a R$ 5,3840 (+1,93%). Os juros futuros curtos e parte dos intermediários baixaram, enquanto os longos avançaram.
 
Ibovespa.
 
O índice começou operando em pequena baixa pela manhã e passou a maior parte da tarde operando não distante da estabilidade com leves variações.
 
Contudo, na hora final decaiu, seguindo a tendência de arrefecimento do índice S&P500. Ponderadamente, os papéis do setor de bancos pesaram firmemente sobre o índice no dia.
 
O Ibovespa fechou aos 86.949 pts (-1,13%), acumulando +5,81% na semana, +8,00% no mês, -24,81% no ano e -9,80% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da bolsa foi de R$ 24,0 bilhões, sendo R$ 21,6 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 26 de maio, a Bovespa mostrou ingresso líquido de R$ 283,191 milhões, acumulando saída líquida de -R$ 6478 bilhões no mês (após saque líquido de -R$ 5,069 bilhões em abril). Em 2020, acumula saldo negativo de -R$ 75,884 bilhões (acima a saída líquida anual recorde de -R$ 44,517 bilhões em 2019).
 
Agenda Econômica. 
 
No Brasil, o IGP-M desacelerou para +0,28% em maio versus +0,80% em abril – consenso em +0,14%. O indicador passou a acumular +2,79% no ano e +6,51% em 12 meses. Assim oscilaram seus subíndices: IPA-M em +0,549% (+1,12% em abril); IPC-M com deflação de -0,60% (+0,13% em abril); e INCC-M em +0,21% (+0,18% em abril).
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) subiu e encerrou na máxima do dia, depois de seis pregões consecutivos de baixas. A divisa operou sempre em campo positivo, já marcado pelo início da “briga” pela formação da PTAX amanhã (que precificará os contratos vincendo no próximo dia 1º de junho), ascendendo mais no final do pregão com a mudança no panorama externo.
 
A moeda fechou cotada a R$ 5,3840 (+1,93%), acumulando -3,50% na semana, -0,97% no mês +34,20% no ano e +33,83% em 12 meses.
 
Risco-País
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) subiu a 276 ante 270 pts do dia anterior.
 
Juros.
 
Nos juros futuros, os curtos e parte dos intermediários recuaram, refletindo a percepção dos agentes que a inflação deverá recuar, assim como a taxa Selic deverá ser reduzida e se manter em patamar baixo por um período prolongado. A ponta longa subiu, acompanhando as alterações do cenário externo. Assim fecharam as taxas em relação ao pregão anterior:
 
DI julho/2020 em 2,65% de 2,68%;
DI outubro/2020 em 3,37% de 2,40%;
DI janeiro/2021 em 2,36% de 2,39%;
DI janeiro/2022 em 3,19% de 3,22%;
DI janeiro/2023 em 4,26% de 4,29%;
DI janeiro/2025 em 6,02% de 5,98%;
DI janeiro/2027 em 6,97% de 6,93%.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 5ª feira, 28.05.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 03.07: IBOVESPA sobe 0,55% a 96.875 pontos  DÓLAR, a R$ 5,3159 04/07/2020
O MERCADO, 03.07: IBOVESPA sobe 0,55% a 96.875 pontos DÓLAR, a R$ 5,3159
 
GUIA DE AÇÕES, 02.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 03/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 02.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 02.07: IBOVESPA estável em 96.234 pontos; DÓLAR sobe a R$ 5,3488 03/07/2020
O MERCADO, 02.07: IBOVESPA estável em 96.234 pontos; DÓLAR sobe a R$ 5,3488
 
BB emprestará R$ 3,7 bi a Pequenas Empresas afetadas por Pandemia 02/07/2020
BB emprestará R$ 3,7 bi a Pequenas Empresas afetadas por Pandemia
 
O MERCADO, 01.07: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105 02/07/2020
O MERCADO, 01.07: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105
 
GUIA DE AÇÕES, 29.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 29/06/2020
GUIA DE AÇÕES, 29.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 29.06: IBOVESPA acompanhou alta em NY; DÓLAR caiu a R$ 5,426 29/06/2020
O MERCADO, 29.06: IBOVESPA acompanhou alta em NY; DÓLAR caiu a R$ 5,426
 
MARKET UPDATE SEMANAL Índice de Reabertura Econômica e Índices: 20 a 26.06 27/06/2020
MARKET UPDATE SEMANAL Índice de Reabertura Econômica e Índices: 20 a 26.06
 
GUIA DE AÇÕES, 26.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 26/06/2020
GUIA DE AÇÕES, 26.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 26.06: IBOVESPA cai 2,24% a 93.834 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,460 26/06/2020
O MERCADO, 26.06: IBOVESPA cai 2,24% a 93.834 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,460
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites