Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

22 de Julho de 2020 as 13:07:26



PETROBRAS - Resultados Operacionais e Prévias do 2º Trimestre/2020 - Análise BB-BI



PETROBRAS - Resultados operacionais e prévias - 2º trimestre/2020
 
A Petrobras divulgou em 21.07, seus resultados operacionais do 2T20. A produção de O&G atingiu 2.802 Mboed, um declínio de 3,7% t/t, como consequência dos impactos da pandemia de COVID-19, já que a companhia optou por hibernar plataformas de águas rasas e interromper temporariamente a produção de três FPSOs na bacia de Santos e um na bacia de Campos, dada a queda na demanda, principalmente no mês de abril. 
 
A produção nos campos do pré-sal sofreu um declínio de 1% t/t, por conta de manutenções e restrições de embarque ocasionadas pelo surto de COVID-19, apesar de um menor número de manutenções programadas no período ter mitigado um impacto ainda maior.
 
Neste trimestre, um evento de destaque foi o recorde obtido na produção no Campo de Búzios, que atingiu a marca de 844 Mboed. A produção em águas profundas e ultraprofundas teve uma redução de 7,6% t/t, com paradas temporárias na produção para desinfecção das unidades.
 
No segmento de refino, houve uma expressiva redução no fator de utilização, que chegou a 70%, ante 79% no 1T20. Com isso, a produção de derivados foi reduzida em 10,6% t/t. A empresa ressaltou em seu relatório que, embora a média tenha sido de 70%, ao final de junho a utilização já estava em 78%. Logo, podemos esperar um resultado prejudicado no 2T20, conforme descrito em nossa avaliação abaixo, mas com melhores perspectivas para o terceiro trimestre.
 
O destaque de vendas t/t foi de diesel (+3,8%), e o destaque de baixa foi o querosene de aviação (-81,3%), com o impacto das restrições de mobilidade ocasionadas pela pandemia.
 
O segmento de gás & energia também sofreu neste trimestre, com redução de 36% t/t na geração de energia elétrica, dada a queda no PLD relacionada à melhoria das condições hidrológicas e queda no consumo de energia. O volume de vendas de gás natural chegou a 56,0 MM m3/dia, uma queda de 22% t/t, em função da menor demanda dos segmentos termelétrico e não termelétrico. 
 
Destaques do 2T20 
 
Nossas expectativas de diminuição das receitas neste trimestre derivam tanto do resultado operacional impactado pela pandemia, quanto do menor preço médio de petróleo, que foi parcialmente mitigado pela desvalorização do real no período.
 
A queda nas vendas de derivados (-8% t/t), principalmente, que levou as vendas totais no mercado interno a recuarem 11,1% t/t e 15,4% a/a, contribuiu para nossa perspectiva de resultados fracos, somado a um esperado efeito de desvalorização de estoques, assim como ocorreu no 1T20.
 
As boas notícias estão ligadas ao menor patamar de despesas, frutos das melhorias operacionais já apresentados nos últimos trimestres, o que deve colaborar para a manutenção de uma margem EBITDA acima dos 40% (apesar de esperarmos maiores despesas de vendas por conta do forte volume exportado no período, em linha com o 1T20). 
 
Em suma, os efeitos da pandemia foram registrados em todas as áreas operacionais, como era de se esperar, mas a retomada nos preços de petróleo ocorrida no final do trimestre deve mitigar parcialmente os impactos.
 
Assim, apesar de esperarmos um resultado negativo, mantemos nossa visão otimista para a Petrobras, mantendo nossa recomendação de Compra e preço alvo 2020E de R$ 23,50 para ambas PETR3 e PETR4.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do desempenho da PETROBRAS no 2º trimestre/2020, elaborado por DANIEL COBUCCI, integrante do BB investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: DANIEL COBUCCI, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 04.08: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105 05/08/2020
O MERCADO, 04.08: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105
 
GUIA DE AÇÕES, 04.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 04/08/2020
GUIA DE AÇÕES, 04.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 03.08: IBOVESPA de lado em 102.837 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,314 03/08/2020
O MERCADO, 03.08: IBOVESPA de lado em 102.837 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,314
 
GUIA DE AÇÕES, 03.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 03/08/2020
GUIA DE AÇÕES, 03.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
SETOR FINANCEIRO  Relatório de Desempenho de Jun-Jul/2020 31/07/2020
SETOR FINANCEIRO Relatório de Desempenho de Jun-Jul/2020
 
MARKET UPDATE Semanal do BB-BI: 25.07 a 31.07.2020: Despenca o PIB das Principais Economias 31/07/2020
MARKET UPDATE Semanal do BB-BI: 25.07 a 31.07.2020: Despenca o PIB das Principais Economias
 
GUIA DE AÇÕES, 31.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 31/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 31.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
BRADESCO - Resultado no 2º Trimestre/2020: SÓLIDO 31/07/2020
BRADESCO - Resultado no 2º Trimestre/2020: SÓLIDO
 
PETROBRAS - Resultados Operacionais e Prévias do 2º Trimestre/20: Resiliência 31/07/2020
PETROBRAS - Resultados Operacionais e Prévias do 2º Trimestre/20: Resiliência
 
O MERCADO, 30.07: IBOVESPA cai 0,57% a 105.008 pts; DÓLAR cai a R$ 5,158 30/07/2020
O MERCADO, 30.07: IBOVESPA cai 0,57% a 105.008 pts; DÓLAR cai a R$ 5,158
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites