Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

26 de Setembro de 2020 as 01:09:19



OS MERCADOS - Fechamento em 25.09.2020: Em Aversão ao Risco



Conexão Mercado – Fechamento  em  25.09.2020
 
Mercado Externo
 
Mercados fecharam majoritariamente em aversão ao risco, porém as bolsas americanas inverteram o sinal e fecharam em alta com compras das empresas Techs.
 
 
► No externo, a sessão iniciou o dia com um movimento de aversão ao risco. No radar estavam as preocupações com novas ondas de contaminações por covid-19 na Europa e EUA, o início de medidas de restrições no Reino Unido e os indicadores de pedidos de bens duráveis nos EUA, que decepcionaram avançando apenas 0,4% em agosto, ante uma alta de 11,7% em julho, abaixo do crescimento esperado de 1,5%. Também pesou a falta de expectativa quanto a um sucesso de novo auxilio fiscal nos EUA.
 
► A Organização Mundial da Saúde (OMS) reforçou a urgência de se controlar o coronavírus para não estancar a retomada do crescimento da economia mundial.
 
Também disse à China que apoia e compreende que o país inicie a administração de vacinação experimental contra o coronavírus enquanto os testes ainda estão em andamento.
 
► A Johnson&Johnson anunciou que os resultados preliminares de sua vacina indicaram que ela produz forte resposta imune contra o coronavírus. Esta vacina de dose única e que não necessita de refrigeração
 
► Os preços do petróleo fecharam em leve queda, a seguindo o movimento de melhora do sentimento de risco global, mas a alta do dólar continuou pesando sobre as cotações.
► Bolsas: Em NY, os principais índices subiram liderados por ações ligadas a tecnologia (Facebook, Alphabet, Amazon e Netflix). Já a Apple ampliou os ganhos após anunciar a suspensão de cobrança de comissão de 30% sobre transações de usuários do Facebook com o sistema operacional iOs. Na Europa, aumento de contaminações de coronavirus e novas restrições para locomoção contribuíram para queda dos índices
 
► Juros: as yields dos treasuries seguiram em queda nos prazos médio e longos, em sessão marcada pela aversão ao risco. Nos prazos de 1 ano p/ baixo, as taxas subiram.
 
► Câmbio: O índice DXY fechou em leve alta, e o dólar também subiu frente às moedas emergentes.
Mercado Interno
 
Mercados operaram voláteis, de olho no exterior e no aguardo de novos debates na cena fiscal
 
► No Brasil, os mercados operaram voláteis, mirando o exterior e no aguardo do encaminhamento das questões fiscais.
 
► Em linhas gerais, continua a expectativa de que o senador Márcio Bittar apresentará o seu relatório sobre a PEC do Pacto Federativo. Este relatório conterá gatilhos para a manutenção do Teto de Gastos, adotará desvinculações de receitas e a desindexação de despesas e, possivelmente, trará as linhas principais do novo programa social.
 
► No mais, o governo também poderá apresentar sua proposta de criação do Imposto sobre transações financeiras para financiar a desoneração da folha de pagamentos.
 
► Portanto, ganha destaque na próxima segunda-feira (28/09) reunião de Bolsonaro com líderes do Congresso para alinhar a PEC do Pacto Federativo e avaliar opções de cortes para abrir espaço no orçamento de 2021.
 
► Segundo a Pesquisa Especial de Crédito da Febraban, o saldo de crédito deverá mostrar crescimento de 1,5% em agosto quando comparado a julho e 11,6% na variação de 12 meses.
► Dólar: fechou em alta frente ao real, ficando no patamar em torno de R$ 5,55, em sintonia com a maioria das moedas emergentes. As incertezas fiscais e o cenário de juros baixos seguem adicionando pressão na moeda doméstica.
 
► Juros: passaram boa parte da sessão em queda, refletindo ainda o alívio com leilão do Tesouro que ficou concentrado em títulos curtos + perspectiva de juros baixos por longo período, mas acabaram terminando com viés de cautela diante dos riscos fiscais e a alta do dólar.
 
► Ibovespa: fechou praticamente na estabilidade, ficando no nível dos 96 mil pts, descolado do movimento de recuperação das bolsas americanas, com as incertezas locais limitando os negócios. Destaque para queda do setor financeiro e Petrobras.
 
Convira no anexo a integra do relatório preparado a respeito por ROGER MARÇAL, Gerente, LUIZ CLAUDIO ARRAES LIBERALI e ELIFRANCIS BRAGA ALMEIDA, do BB DIMEF Cenários Financeiros

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal – Gerente Luiz Claudio Arraes Liberali Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF Cenários Financeiros





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
MERCADOS - FECHAMENTO  em 21.10.2020 No aguardo de definição do Pacote Fiscal 21/10/2020
MERCADOS - FECHAMENTO em 21.10.2020 No aguardo de definição do Pacote Fiscal
 
CONEXÃO MERCADO – AGORA 21.10.2020: Investidores aguardam definição do Pacote Fiscal nos EUA 21/10/2020
CONEXÃO MERCADO – AGORA 21.10.2020: Investidores aguardam definição do Pacote Fiscal nos EUA
 
OS MERCADOS FECHAMENTO em 20.10.2020 Expectativa de Pacote Fiscal nos EUA 20/10/2020
OS MERCADOS FECHAMENTO em 20.10.2020 Expectativa de Pacote Fiscal nos EUA
 
GUIA DE AÇÕES, 15.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 16/10/2020
GUIA DE AÇÕES, 15.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
CONEXÃO MERCADO Análise Semanal: Retrospectiva e Perspectivas: de 19 a 23.10.2020 17/10/2020
CONEXÃO MERCADO Análise Semanal: Retrospectiva e Perspectivas: de 19 a 23.10.2020
 
OS MERCADOS - Fechamento em 16.10.2020: Incertezas Fiscais trazem Cautela 17/10/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 16.10.2020: Incertezas Fiscais trazem Cautela
 
OS MERCADOS - Fechamento em 15.10.2020: Propensão ao Risco 15/10/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 15.10.2020: Propensão ao Risco
 
GUIA DE AÇÕES, 14.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 15/10/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.10: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
O MERCADO AGORA, 13H30 em 15.10.2020: De Olho no Ambiente Global 15/10/2020
O MERCADO AGORA, 13H30 em 15.10.2020: De Olho no Ambiente Global
 
MERCADOS - Abertura em 15.10.2020: O mesmo tom cauteloso do exterior 15/10/2020
MERCADOS - Abertura em 15.10.2020: O mesmo tom cauteloso do exterior
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites