Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 11 de Novembro de 2020 as 01:11:48



EMBRAER Resultado no 3º Trimestre: NEUTRO, Liquidez Preservada



EMBRAER - Resultado no 3º Trimestre/2020
 
Neutro; Liquidez preservada e
Diversificação de negócios pavimentam uma recuperação lenta
 
A Embraer apresentou resultado neutro no 3T20.  Os impactos do Covid-19 na indústria aérea mundial combinada ao cancelamento da parceria com a Boeing formaram uma tempestade perfeita para os números da companhia em 2020.
 
A Embraer entregou sete jatos comerciais e vinte e um jatos executivos (19 jatos leves e dois jatos grandes), totalizando 28 jatos entregues no 3T20 contra 44 jatos entregues no 3T19.
 
Backlog.
 
Vale mencionar que não houve nenhum cancelamento de pedidos de aeronaves, sendo apenas postergações de entregas que deverão se ajustar nos próximos anos.
 
A carteira de pedidos (Backlog) manteve-se acima dos USD 15,0 bilhões ao longo dos nove primeiros meses de 2020, versus a média de USD 16,4 bilhões em 2019, o que sinaliza ainda um período desafiador nos próximos trimestres.
 
Custos afundados.
 
Os custos de separação relacionados à parceria com a Boeing já consumiram R$ 215,7 milhões em 2020 e mais R$ 485,5 milhões em 2019, totalizando até o momento mais de R$ 700,0 milhões em uma parceria que não se concretizou.
 
O cancelamento da Joint Venture com a Boeing é alvo em disputa judicial que corre em sigilo e poderá resultar ou não em indenização. Uma indenização a favor da Embraer poderia contribuir para a valorização das ações em 2021.
 
Gestão de Liquidez.
 
A Embraer emitiu, no 3T20, US$ 750 milhões em títulos com vencimento em 2028. Com efeito a companhia conseguiu preservar a liquidez com R$ 12,3 bilhões em caixa no 3T20 contra R$ 10,9 bilhões no 2T20.
 
A dívida liquida no 3T20 atingiu R$ 13,3 bilhões.
 
Nova Embraer.
 
Após o cancelamento da parceria com a fabricante americana, a Embraer deu início a uma reestruturação organizacional que visa
 
(i)   adequar o quadro de colaboradores frente a nova perspectiva de demanda da indústria aeroespacial mundial,
(ii)  reintegrar o segmento de aviação comercial,
(iii) eficiência na cadeia de produção,
(iv) esforço comercial para aumentar participação de mercado e
(v)  diversificação, inovação e parcerias.
 
A nova estrutura, mais enxuta, conta com 3 mil colaboradores a menos; dos quais 1,6 mil aderiram ao plano de aposentaria voluntária. O ajuste de pessoal consumiu R$ 292,5 milhões em despesas no 3T20. O modelo de negócio diversificado permitirá recuperar margens em 2021, ainda que o segmento de aviação comercial apresente performance negativa.
 
O segmento de aviação executiva já apresenta nível de atividade pré-Covid e a divisão de Defesa & Segurança representa 20,4% da receita global da companhia.
 
No 3T20 a receita do segmento de Defesa & Segurança apresentou crescimento de 106% a/a, com destaques para
 
(i)   o fornecimento de treinamento e manutenção do KC-390 para a FAB e
(ii)  a entrega de quatro aeronaves A-29 Super Tucano para os governos da Nigéria e Chile.
 
Perspectivas.
 
Uma nova Embraer se apresenta ao mercado após o cancelamento da parceria com a Boeing. A recuperação de margens operacionais ainda se mostra distante, porém a capacidade tecnológica da Embraer aliada ao conhecimento de mercado permite confiar na estratégia adotada para retomar o protagonismo na indústria aeroespacial.
 
A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e vem reforçando seus negócios nos demais segmento de atuação. Ainda permanecemos com pouca visibilidade na retomada da carteira de pedidos (Backlog) nos próximos trimestres, e por isso mantivemos nossa recomendação Neutra e preço alvo para 2021 de R$14,00.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por RENATO HALLGRE, integrante do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RENATO HALLGRE, integrante do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
PETROBRAS obtém Lucro de mais de R$ 1 bilhão no 1º trimestre/2021 13/05/2021
PETROBRAS obtém Lucro de mais de R$ 1 bilhão no 1º trimestre/2021
 
JBS - Resultado no 1º Trimestre/2021  ROBUSTOS 13/05/2021
JBS - Resultado no 1º Trimestre/2021 ROBUSTOS
 
BR Distribuidora | ESG - Resultado no 1º trimestre/2021; Rentabilidade em Alta 13/05/2021
BR Distribuidora | ESG - Resultado no 1º trimestre/2021; Rentabilidade em Alta
 
BTG PACTUAL Resultado no 1º trimestre /2021: Crescimento com Rentabilidade 12/05/2021
BTG PACTUAL Resultado no 1º trimestre /2021: Crescimento com Rentabilidade
 
RAIA DROGASIL - Resultado no 1º Trimestre/2021:  POSITIVO 12/05/2021
RAIA DROGASIL - Resultado no 1º Trimestre/2021: POSITIVO
 
MARFRIG - Resultado no 1º trimestre/2021 - SÓLIDOS 12/05/2021
MARFRIG - Resultado no 1º trimestre/2021 - SÓLIDOS
 
KLABIN | ESG - Resultado no 1º Trimestre/2021: Crescimento. 12/05/2021
KLABIN | ESG - Resultado no 1º Trimestre/2021: Crescimento.
 
AMBEV - Resultado no 1º Trimestre/2021  Resultados Melhores 08/05/2021
AMBEV - Resultado no 1º Trimestre/2021 Resultados Melhores
 
AZUL - Resultado no 1º trimestre/2021:  NEUTRO 08/05/2021
AZUL - Resultado no 1º trimestre/2021: NEUTRO
 
BRADESCO | ESG - Resultado no 1º trimestre/2021: Lucro Líquido de R$ 6,5 BI 08/05/2021
BRADESCO | ESG - Resultado no 1º trimestre/2021: Lucro Líquido de R$ 6,5 BI
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites