Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

16 de Setembro de 2021 as 18:29:18



ARTUR LIRA: Congresso Tomará Providências sobre Alto Preço dos Combustíveis


Artur Lira, presidente da Câmara
PETROBRAS: Lira cobra clareza sobre alto preço do combustível
e diz que Congresso tomará providência
 
Lira critica explicação dada por presidente da Petrobras na 4ª feira, 14.09, sobre elevado preço dos combustíveis e diz que o Congresso vai elaborar medidas para maior transparência "sem machucar a economia e sem prejudicar a empresa".
 
Após as explicações sobre a alta dos combustíveis afirmadas pelo presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, na 4ª feira, 14.09, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta 6ª feira, 16.09, não ter ficado satisfeito com as explanações de Silva e Luna, e declarou que o Congresso vai tomar providências "sem machucar a economia e a empresa", segundo a Folha de São Paulo.
 
"Eu não achei que foram satisfatórias as explicações do presidente da Petrobras. […] Eu falo isso com muita tranquilidade. Nós precisamos de mais esclarecimentos para que a gente tenha uma solução efetiva, principalmente, para redução do preço do gás",
 
disse Lira durante videoconferência realizada por um empresa de investimentos.
 
Na 4ª feira, 14.09, Silva e Luna afirmou que nem todo reajuste é motivado pela Petrobras, citando uma série de tributos, como ICMS e impostos federais, que ajudam no aumento do preço final do combustível, conforme noticiado.
 
Na live desta 6ª feira, 16.09, o presidente da Câmara dos Deputados defendeu que a estatal se antecipe e preste as informações "adequadas" sobre a "composição do preço dos combustíveis, do preço da importação do petróleo, os aumentos que são rápidos ou não", segundo a mídia.
 
"Não é possível que nós permaneçamos neste estado de letargia ou de inércia em relação às coisas que vêm acontecendo. Então é lógico que o Congresso vai tomar e seguir com providências, sem machucar a economia, sem prejudicar a empresa, mas fazendo o debate claro e transparente de informações que nós precisamos acessar",
 
declarou.
 
Lira ainda afirmou que "não é possível que a gente não tenha condições de ter […] uma política justa da Petrobras de poder dividir com o povo brasileiro o pouco da riqueza que ela amealha e arrecada com todo o esforço que o governo sempre investiu nela, na construção de gasodutos e vários outros investimentos que foram feitos.
 
Segundo a mídia, os aumentos do preço da gasolina vêm pressionando o IPCA (índice oficial de preços).
 
Em agosto, o índice avançou 0,87%, a maior taxa em 21 anos. Oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE subiram em agosto, com destaque para o segmento de transportes. Puxado pelos combustíveis, esse ramo registrou a maior variação (1,46%) e o maior impacto (0,31 ponto percentual) no índice geral do mês.
 


Fonte: SPUTNIKNEWS





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
SULGÁS - Governo do RS vende em Leilão sua estatal de Gás 22/10/2021
SULGÁS - Governo do RS vende em Leilão sua estatal de Gás
 
DÓLAR cai a R$ 5,627 e IBOVESPA cai 1,34%. Mercado se acalma com visita de Bolsonaro a Guedes 22/10/2021
DÓLAR cai a R$ 5,627 e IBOVESPA cai 1,34%. Mercado se acalma com visita de Bolsonaro a Guedes
 
CONTAS EXTERNAS - BC Estima Déficit de US$ 21 Bilhões em 2021 01/10/2021
CONTAS EXTERNAS - BC Estima Déficit de US$ 21 Bilhões em 2021
 
CONTAS EXTERNAS - DÉFICIT de US$ 20,7 BI em 12 meses; e de US$ 1,7 BI só em Setembro 22/10/2021
CONTAS EXTERNAS - DÉFICIT de US$ 20,7 BI em 12 meses; e de US$ 1,7 BI só em Setembro
 
PREÇO DE COMBUSTÍVEIS - Não há Perspectivas de Estabilização, diz Petrobras 22/10/2021
PREÇO DE COMBUSTÍVEIS - Não há Perspectivas de Estabilização, diz Petrobras
 
DÓLAR sobe 1,92% a R$ 5,668 e IBOVESPA cai 2,79%, em 21.10 22/10/2021
DÓLAR sobe 1,92% a R$ 5,668 e IBOVESPA cai 2,79%, em 21.10
 
COMBUSTÍVEIS - Setor Privado alega Defasagem de Preços para Não importar Combustíveis 20/10/2021
COMBUSTÍVEIS - Setor Privado alega Defasagem de Preços para Não importar Combustíveis
 
DÓLAR tem alta de 1,33% a R$ 5,594, mesmo com BC vendendo US$500 MI das Reservas Internacionais 19/10/2021
DÓLAR tem alta de 1,33% a R$ 5,594, mesmo com BC vendendo US$500 MI das Reservas Internacionais
 
DÓLAR subiu 1,21% a R$ 5,521; IBOVESPA  estável, mas já desvalorizou 3,86% em 2021 18/10/2021
DÓLAR subiu 1,21% a R$ 5,521; IBOVESPA estável, mas já desvalorizou 3,86% em 2021
 
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva Projeção da Inflação para 8,69% 18/10/2021
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva Projeção da Inflação para 8,69%
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites