Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Justiça

Domingo, Dia 12 de Novembro de 2023 as 01:11:44



STF - FACHIN vota por rejeitar denúncia contra GLEISI HOFFMANN


Edson Fachin, ministro do STF
 
Fachin vota por rejeitar mais uma denúncia contra Gleisi Hoffmann
Ministros podem votar no plenário virtual vai até 20 de novembro
 
O ministro Edson Fachin, relator dos processos remanescentes da Operação Lava Jato no STF Supremo Tribunal Federal, votou por rejeitar mais uma denúncia contra a presidente nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann (PR). 
 
O caso é julgado no plenário virtual, em que os ministros votam remotamente, em sessão prevista para durar até as 23h59 de 20 de novembro. Relator, Fachin foi o único a votar até o momento.  
 
A denúncia foi apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em abril de 2018, tendo como fonte delações premiadas de executivos da empreiteira Odebrecht, incluindo do executivo Marcelo Bahia Odebrecht.  
 
No documento, Gleisi foi acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por supostamente ter recebido R$ 3 milhões em propina da empreiteira para arcar com despesas de campanha quando concorreu ao governo do Paraná, em 2014.  
 
Após analisar o caso, Fachin escreveu haver “insuficiência de elementos indiciários” para sustentar a denúncia, havendo “vácuos investigativos intransponíveis” para demonstrar os supostos crimes praticados.  
 
O ministro destacou que os gastos apontados como ilícitos coincidem com gastos de campanha regularmente declarados à Justiça Eleitoral. Ele rejeitou a denúncia e declarou a prescrição dos supostos crimes em relação ao ex-marido da deputada, o ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo.  
 
Fachin rejeitou ainda a parte da denúncia que acusava o antigo coordenador de campanha de Gleisi Hoffmann, Leones Dall´agnol, de corrupção passiva.  
 
O magistrado seguiu entendimento da própria PGR, que em setembro deste ano resolveu mudar de posição, passando a pedir pela rejeição da própria denúncia, ante o que disse ser uma “ausência de justa causa” para a ação.  
 
Os demais ministros do Supremo ainda devem se manifestar no caso, com a exceção do ministro Cristiano Zanin, que se encontra impedido de votar por ter atuado no processo quando era advogado. 
 
Em junho, a maioria do Supremo rejeitou uma outra denúncia oriunda da Lava Jato contra Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo.


Fonte: AGENCIA BRASIL.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
ZANIN suspende Decretos de SC que dispensavam Vacina em Escolas 16/02/2024
ZANIN suspende Decretos de SC que dispensavam Vacina em Escolas
 
ALEXANDRE DE MORAES - Advogados de investigados sobre golpe podem se falar 16/02/2024
ALEXANDRE DE MORAES - Advogados de investigados sobre golpe podem se falar
 
STF dá 5 Dias para Zema explicar Dispensa de Vacinação nas Escolas 16/02/2024
STF dá 5 Dias para Zema explicar Dispensa de Vacinação nas Escolas
 
PRESÍDIOS FEDERAIS - Após 2 fugas, terão Reconhecimento Facial e Muralhas 15/02/2024
PRESÍDIOS FEDERAIS - Após 2 fugas, terão Reconhecimento Facial e Muralhas
 
Núcleo de Incitação de Militares ao Golpe tem integrante neto do presidente gen. Figueiredo 10/02/2024
Núcleo de Incitação de Militares ao Golpe tem integrante neto do presidente gen. Figueiredo
 
SAIDINHA DE PRESOS - Extinção não é Solução para Queda na Criminalidade 07/02/2024
SAIDINHA DE PRESOS - Extinção não é Solução para Queda na Criminalidade
 
SENADO aprova Urgência de PL que acaba com 00/02/0024
SENADO aprova Urgência de PL que acaba com "Saidinha" de Presos
 
OPERAÇÃO DA PF prende aliados de Bolsonaro e apreende passaportes de Braga Neto, Heleno e Bozzo 08/02/2024
OPERAÇÃO DA PF prende aliados de Bolsonaro e apreende passaportes de Braga Neto, Heleno e Bozzo
 
TRE do RJ cassa deputado estadual por abuso de poder religioso 02/02/2024
TRE do RJ cassa deputado estadual por abuso de poder religioso
 
123 MILHAS - MP investiga possível Estelionato 01/02/2024
123 MILHAS - MP investiga possível Estelionato
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites