Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

04 de Dezembro de 2023 as 09:52:01



VENEZUELA - De 10,5 Milhões de Eleitores, 95,93% aceitaram incorporar Essequibo


Guiana Essequiba é a região sob litígio que se estende da fronteira Venezuela-Guiana até o Rio Essequibo, no interior da Guiana.
 
Referendo na Venezuela aprova incorporação de Essequibo
Território hoje pertence à Guiana mas é reivindicado por venezuelanos
 
Os eleitores venezuelanos aprovaram, em referendo nesse domingo, 03.12, a transformação do território de Essequibo em um estado da Venezuela. A região pertence oficialmente à Guiana desde 1899, mas é reivindicada pela nação vizinha.
 
Segundo o CNE Conselho Nacional Eleitoral venezuelano, 10,5 milhões de eleitores participaram do referendo, dos quais 95,93% aceitaram incorporar oficialmente Essequibo ao mapa do país e conceder cidadania e documento de identidade aos mais de 120 mil guianenses que vivem no território. Apenas 4,07% discordaram da proposta.
 
Essa foi a última das cinco perguntas feitas pelo referendo nacional. Nenhuma delas, segundo o CNE, teve menos de 95% de aprovação, de acordo com o conselho.
 
A primeira pergunta, sobre rechaçar, por todos os meios legais, a atual fronteira entre os dois países, teve 97,83% de aprovação. A segunda, sobre reconhecer o Acordo de Genebra, de 1966, como único instrumento para resolver a controvérsia, recebeu apoio de 98,11%.
 
A terceira, sobre não reconhecer a jurisdição da Corte Internacional de Justiça, em Haia, como definido pela ONU Organização das Nações Unidas, para resolver a questão, foi a que teve menos aprovação: 95,4%.
 
Na quarta pergunta, sobre opor-se, por todos os meios legais, ao uso dos recursos do mar pela Guiana enquanto a questão da fronteira não for definitivamente resolvida, recebeu o "sim" de 95,94%.
 
"Foi uma grande jornada eleitoral histórica de consulta, que coroa uma vitória esplendorosa com cinco respostas contundentes do povo nobre que reafirma que a Guiana Essequiba é da Venezuela. Sim pela paz, sim pelo respeito à soberania, sim ao diálogo, sim à nossa luta histórica e sim à pátria independente",
 
escreveu o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em suas redes sociais.
 
A Guiana considera o referendo "provocativo, ilegal, inválido e sem efeito legal internacional” e afirma que não tem dúvidas sobre a validade do Laudo Arbitral de 1899, que estabeleceu a atual fronteira entre os dois países.


Fonte: AGENCIA BRASIL.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
TRIBUNAL DE HAIA - África do Sul diz que Israel promove Colonização e Genocídio 11/01/2024
TRIBUNAL DE HAIA - África do Sul diz que Israel promove Colonização e Genocídio
 
TRIBUNAL DE HAIA - EUA condicionam fim da ocupação da Palestina à segurança de Israel 21/02/2024
TRIBUNAL DE HAIA - EUA condicionam fim da ocupação da Palestina à segurança de Israel
 
TONY BLINKEN em Brasília para Reunião do G20 e teve encontro com LULA 22/02/2024
TONY BLINKEN em Brasília para Reunião do G20 e teve encontro com LULA
 
MAURO VIEIRA rebate chanceler de Israel que criticou Lula: 21/02/2024
MAURO VIEIRA rebate chanceler de Israel que criticou Lula: "revoltante"
 
Repercussão da fala de LULA sobre a Guerra em Gaza e Holocausto 21/02/2024
Repercussão da fala de LULA sobre a Guerra em Gaza e Holocausto
 
ISRAEL declara LULA Persona Non Grata após fala sobre Holocausto 19/02/2024
ISRAEL declara LULA Persona Non Grata após fala sobre Holocausto
 
Mais de 80% dos americanos consideram Biden velho demais para novo mandato 19/02/2024
Mais de 80% dos americanos consideram Biden velho demais para novo mandato
 
NETANYAHU reage a fala de LULA sobre holocausto e convoca embaixador 19/02/2024
NETANYAHU reage a fala de LULA sobre holocausto e convoca embaixador
 
LULA critica países por corte de ajuda humanitária à Palestina 18/02/2024
LULA critica países por corte de ajuda humanitária à Palestina
 
G20 - LULA quer pautar mudanças na ONU, FMI e Banco Mundial 18/02/2024
G20 - LULA quer pautar mudanças na ONU, FMI e Banco Mundial
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites