Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

10 de Fevereiro de 2024 as 14:02:10



ANEEL multa ENEL em R$ 165,8 mi por apagão em novembro


 
Aneel multa Enel em R$ 165,8 mi por apagão em novembro
Falta de energia afetou 2,1 milhões de pessoas por uma semana
 
A ANEEL Agência Nacional de Energia Elétrica aplicou uma multa de R$ 165,8 milhões à Enel pelo apagão que atingiu a Região Metropolitana de São Paulo em novembro do ano passado. Na ocasião, cerca de 2,1 milhões de pessoas ficaram sem luz, com o fornecimento levando uma semana para ser normalizado.
 
Segundo o auto de infração, que se tornou público na 6ª feira, 09.02, a Enel São Paulo não prestou serviços de forma adequada. A companhia só acionou significativamente as equipes de manutenção – próprias e terceirizadas – em 6 de novembro, três dias após o temporal que derrubou árvores e comprometeu o abastecimento de energia em diversas áreas da capital paulista e dos arredores.
 
De acordo com a Aneel, a concessionária de energia descumpriu uma resolução normativa que permite a penalização de companhias por “implantar, operar ou manter instalações de energia elétrica e os respectivos equipamentos de forma inadequada”. A agência reguladora também informou que a Enel descumpriu o contrato ao não garantir o fornecimento de energia à população afetada pela tempestade.
 
O documento da Aneel apontou ainda que a energia só foi restabelecida em todos os imóveis afetados apenas em 10 de novembro, uma semana após o temporal. Segundo o auto de infração, mesmo que tenha ocorrido um evento climático severo, a distribuidora deve adotar procedimentos de operação e de manutenção que levem à normalização “célere” do sistema.
 
Segundo a agência reguladora, embora a Enel São Paulo obedeça aos limites regulatórios de duração e de frequência de interrupções no fornecimento de energia, os indicadores pioraram nos últimos anos, principalmente em ocorrências emergenciais.
 
A Enel ainda pode recorrer da multa. Um eventual recurso será primeiramente analisado pela área técnica da Aneel. Em seguida, será encaminhado para a diretoria da agência, que decidirá se acolhe os argumentos da distribuidora.


Fonte: AGENCIA BRASIL.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
DÓLAR sobe a R$ 5,12 em 12.04; e IBOVESPA cai 1,14% com inflação nos EUA 12/04/2024
DÓLAR sobe a R$ 5,12 em 12.04; e IBOVESPA cai 1,14% com inflação nos EUA
 
BC teve Prejuízo de R$ 114,2 Bilhões em 2023 ... mesmo assim ... 12/04/2024
BC teve Prejuízo de R$ 114,2 Bilhões em 2023 ... mesmo assim ...
 
DÓLAR sobe a R$ 5,09, em 11.04; e IBOVESPA cai a 0,51% a 127.396 pontos 12/04/2024
DÓLAR sobe a R$ 5,09, em 11.04; e IBOVESPA cai a 0,51% a 127.396 pontos
 
Senado aprova urgência para o Projeto de Lei que amplia a Faixa de ISENÇÃO DE IR 11/04/2024
Senado aprova urgência para o Projeto de Lei que amplia a Faixa de ISENÇÃO DE IR
 
INFLAÇÃO Oficial recua para 0,16% em março, diz IBGE 11/04/2024
INFLAÇÃO Oficial recua para 0,16% em março, diz IBGE
 
Bancos promovem Mutirão de Negociação Financeira até 15 de abril 11/04/2024
Bancos promovem Mutirão de Negociação Financeira até 15 de abril
 
DÓLAR soba a R$5,077 e IBOVESPA cai 1,4% por conta da inflação nos EUA 01/04/2024
DÓLAR soba a R$5,077 e IBOVESPA cai 1,4% por conta da inflação nos EUA
 
PETROBRAS anuncia Nova Descoberta de Petróleo na Margem Equatorial 09/04/2024
PETROBRAS anuncia Nova Descoberta de Petróleo na Margem Equatorial
 
BALANÇA COMERCIAL tem Superávit de US$ 7,5 Bilhões em março 04/04/2024
BALANÇA COMERCIAL tem Superávit de US$ 7,5 Bilhões em março
 
RECEITA estabelece Parcelamento de Débito por Ajuda Indevida do ICMS 04/04/2024
RECEITA estabelece Parcelamento de Débito por Ajuda Indevida do ICMS
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites